Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Cérebro tem sistema “detector de realidade”

Ver e imaginar coisas aciona as mesmas regiões cerebrais. Mas há uma diferença.

Por Bruno Garattoni Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 17 ago 2023, 11h00 - Publicado em 17 ago 2023, 10h59

Imagine que um cachorro poodle, branco e gordinho, está passando na sua frente. Imaginou? Você não estava vendo o cachorro – mas o seu cérebro acionou os mesmos circuitos usados para enxergá-lo de verdade (1).

A ciência já sabe disso há algum tempo. Mas como a mente diferencia as imagens reais das imaginárias? E por que as cenas imaginadas são tão fugidias, com muito menos detalhes? Cientistas ingleses encontraram uma pista (2).

Eles exibiram fotos de quatro coisas – um regador, uma bola, um peixe, um galo – a 35 pessoas, enquanto monitoravam sua atividade cerebral. Em seguida, pediram que os voluntários imaginassem cada um daqueles objetos.

As mesmas regiões do cérebro (ínsula anterior, área motora pré-suplementar e córtex frontal dorsolateral) foram ativadas, seguindo padrões similares, quando as pessoas estavam vendo ou imaginando um determinado objeto.

Mas, eis a descoberta, também houve uma diferença crucial. Quando os voluntários estavam usando a imaginação, a atividade dessas áreas era mais fraca.

Continua após a publicidade

Segundo os cientistas, isso sugere que o cérebro usa a intensidade dos sinais entre os neurônios como parâmetro para diferenciar o real do imaginado. 

Fontes 1. The heterogeneity of mental representation: Ending the imagery debate. J Pearson e S Kosslyn, 2015. 2. Subjective signal strength distinguishes reality from imagination. N Dijkstra e S Fleming, 2023.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.