GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Coalas australianos estão sofrendo – e morrendo – de clamídia

A DST já se espalhou por metade dos fofinhos animais, que também estão pegando uma doença parecida com HIV. E ninguém sabe o que fazer. :(

Os fofíneos coalas australianos estão sofrendo de uma inesperada doença sexualmente transmissível – e as autoridades não sabem direito o que fazer. Uma mutação da clamídia já se espalhou por metade dos animais do país, e em algumas populações os níveis de contaminação chegam a 80%.

Em coalas, a clamídia é especialmente cruel. A bactéria se espalha pelo canal urinário dos bichinhos, inflamando-o e trazendo dores horríveis. Ela também causa cegueira e infertilidade – e pode levar à morte. E o pior: se humanos entrarem em contato com a urina de coalas infectados, eles também podem pegar a mutação. Outros animais, como ovelhas e crocodilos, também pegam a bactéria.

Para piorar, os antibióticos contra a doença não funcionam nos peludos bichinhos, porque acabam matando sua rica flora intestinal, usada para digerir o eucalipto. Os remédios só funcionam em casos muito iniciais da clamídia – além de ser uma solução economicamente inviável para as dezenas de milhares de coalas do país.

Outra doença que vem contaminando os animais é um tipo de retrovírus parecido com o HIV. Especialistas acreditam que ele torne os coalas mais fragilizados aos sintomas da clamídia.

Mais dramática ainda é a solução apresentada por David Wilson, um professor de doenças contagiosas do Instituto Burnet, em Melbourne. Para ele, o governo deveria sacrificar um grande número de coalas doentes para que sua população volte a crescer em 5 a 10 anos. “Os animais estão transmitindo clamídia uns para os outros e a maior parte deles não pode ser tratada. Esses coalas estão com dores intensas e os antibióticos não estão funcionado. A coisa mais humana a se fazer é, provavelmente, a eutanásia”, disse ele à BBC.