GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Continentes se movem tão rápido quanto o crescimento das suas unhas

Em termos geológicos, isso é MUITO RÁPIDO; assista

Imagine que você está andando lentamente à pé pela rua, mas se cansa de caminhar e resolve pegar uma BMW para correr a toda velocidade Foi mais ou menos isso que fizeram as placas tectônicas nos útimos 40 milhões de anos. De acordo com um estudo da Universidade de Sidney, nos últimos tempos, elas ficaram pelo menos 20 vezes mais rápidas.

Usando dados sísmicos colhidos no mundo inteiro, os cientistas construíram um modelo digital em 3D, que mostra as variações de velocidade das placas nos últimos milhões de anos. Ao observar essas mudanças, eles descobriram que elas podem acelerar tão rápido quanto você na sua BMW hipotética: há 240 milhões de anos, a África e a América, que estão se separando, se moviam a apenas 1 mm por ano – só que, em apenas 40 milhões de anos, elas pisaram fundo no acelerador e entraram em uma fase rápida, movendo-se a 20 mm por ano. É a mesma velocidade do crescimento das suas unhas. 

LEIA: Terremotos: sem hora marcada

Pode não parecer muita coisa, mas, em termos geológicos, essa velocidade é enorme: vamos lembrar que algumas das placas chegam a ter mais de 30km de espessura, o que torna qualquer movimento um tanto difícil. 

Cientistas concluíram que isso acontece quando a ligação entre dois continentes fica frágil demais para segurar os dois juntos – mais ou menos como se a gente de repente cortasse um elástico esticado há tempo demais: os dois continentes ganham uma velocidade maior até se separarem – e depois voltam a se mover lentamente.

Assista: