GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Filhote de 18 mil anos é encontrado intacto na Sibéria

Nem cachorro, nem lobo: o animal é, provavelmente, um ancestral em comum entre os dois.

Olhando rápido, pode parecer um cachorrinho adormecido, mas esse animal aí da foto é, na verdade, uma criatura de 18 mil anos. O corpo foi encontrado quase intacto em um sítio arqueológico próximo à cidade de Yakutsk, na Rússia, com pelos, focinho, dentes, cílios e até bigodes preservados. 

A descoberta foi feita em 2018 por um grupo de moradores locais. A carcaça estava próxima a um rio, preservada no solo congelado. Depois, ela foi levada até o Centro de Paleogenética da Suécia para ser analisada. 

Ao chegar lá, os pesquisadores não conseguiram definir se o animal era um filhote de cachorro ou lobo. Para tirar essa dúvida, eles realizaram testes de DNA usando parte da costela do filhote. Os resultados, porém, foram inconclusivos. Por isso, os cientistas suspeitam que ele tenha sido um ancestral em comum das duas espécies.

“Normalmente é fácil diferenciar um cão de um lobo”, disse o pesquisador David Stanton à BBC.  “Considerando o tanto de informação que temos sobre o animal, o fato de ainda não sabermos qual é a espécie pode indicar que ele seja um ancestral dos dois.” 

 (S Fedorov/Centre for Palaeogenetics/Twitter/Divulgação)

Mas os testes não foram vão. Já se sabe, por exemplo, que o filhote é macho e que ele tinha por volta de dois meses de idade quando morreu. A equipe de pesquisadores batizou ele de Dogor, que significa “amigo” na língua iacuta, falada em parte da Sibéria.

Entre cães e lobos

É consenso entre os pesquisadores que cães e lobos descenderam de um ancestral em comum há cerca de 40 mil anos. Esses animais foram domesticados pelo homem em algum momento da história – mas como e quando isso aconteceu ainda é tema de debate.

Uma pesquisa publicada na Nature em 2017 indica que os cães modernos tenham surgido a partir de um grupo de lobos domesticados entre 20 mil e 40 mil anos atrás. No entanto, um outro estudo, publicado na Science em 2016, sugere que os lobos tenham sido domesticados mais de uma vez ao longo da história.

“Nós não sabemos exatamente quando os cães foram domesticados, mas é provável que tenha sido na época do Dogor”, disse Stanton. “Estamos interessados em saber se ele era um cachorro ou um lobo, ou talvez seja algo entre os dois”, completa.

Veja também
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s