Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Fungos absorvem um terço do CO2 emitido por combustíveis fósseis

Estimativa sugere que fungos podem ter papel importante para conter o aquecimento global.

Por Leo Caparroz
Atualizado em 13 jun 2023, 09h04 - Publicado em 5 jun 2023, 18h45

Fungos não são só os cogumelos que você come. Na verdade, o shiitake e o champignon correspondem a apenas 13% das espécies do reino Fungi. Um dos tipos de fungo mais importante para a natureza são os micorrízicos. “Rízicos” vem de raiz, e é um indicador de sua função: eles ficam nas raízes das plantas, e contribuem para a nutrição dela, além da saúde do solo. Estima-se que mais de 90% das espécies vegetais dependam deles. Mas, aparentemente, eles também são vitais para nós, humanos.

Isso porque a simbiose entre as plantas e os fungos retem uma grande quantidade de carbono no subsolo. Um recente estudo, publicado no periódico Current Biology, afirma que os fungos absorvem uma parcela importante das emissões anuais de CO2.

A equipe cruzou esses dados com informações sobre as próprias plantas: onde vivem, quão produtivas elas são, com quais fungos estão associadas. Assim, estimaram que cerca de 13,1 gigatoneladas de CO2 sejam transferidas para fungos a cada ano – o equivalente a cerca de 36% das emissões anuais de combustíveis fósseis.

O número é uma estimativa e, segundo os pesquisadores, tem algumas incertezas. Por exemplo, eles não sabem quanto tempo esse carbono passa preso no subsolo.

Continua após a publicidade

Uma parcela fica lá mesmo depois da morte do fungo, onde se liga a partículas do solo ou é reutilizada por outras plantas, mas outra parte pode ser liberada de volta para a atmosfera. Além disso, a maioria dos dados foi baseada em registros limitados a um lugar e um momento – quase não havia dados da África, por exemplo.

Mesmo assim, eles esperam que o estudo sirva de ponto de partida para uma melhor compreensão da relação entre plantas e fungos e como ela pode nos ajudar a planejar melhores soluções climáticas – usando a própria natureza a seu favor.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.