GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O rato que construiu uma orelha com transplante

O objetivo é produzir órgãos para implantes. E sem risco de rejeição

No final do ano passado, o médico Charles Vacanti, da Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos, estarreceu o mundo ao construir uma orelha a partir de células da cartilagem humana e aplicá-la nas costas de um rato. O organismo do animal – que foi construído pela engenharia genética, com os anticorpos alterados para não ter defesa imunológica – recebeu o novo órgão sem nenhuma rejeição. Com a experiência, ele mostrou que é possível fazer o implante de órgãos fabricados em laboratório sem maiores problemas. No caso do homem, não será preciso arrasar o sistema imunológico: a rejeição é evitada porque as próteses são feitas com células da própria pessoa que vai receber o órgão. Em dois anos, Vacanti espera estar fazendo testes em voluntários. “Por ora, vamos estudar a multiplicação das células de outros tecidos cartilaginosos humanos como o nariz e o menisco (do joelho)”, contou Vacanti à SUPER.