Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Bruno Garattoni

Por Bruno Garattoni Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Vencedor de 15 prêmios de Jornalismo. Editor da Super.
Continua após publicidade

Sony e Microsoft revelam detalhes de seus novos consoles; Xbox Series X leva vantagem sobre PlayStation 5

Videogame da Microsoft tem SSD maior e potência gráfica teórica ligeiramente superior; veja as diferenças entre Xbox Series X e PlayStation 5, cujo hardware acaba de ser anunciado

Por Bruno Garattoni Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 18 mar 2020, 17h13 - Publicado em 18 mar 2020, 16h54

Videogame da Microsoft tem SSD maior e potência gráfica teórica ligeiramente superior; veja as diferenças entre Xbox Series X e PlayStation 5, cujo hardware acaba de ser anunciado

A Sony finalmente revelou, em uma conferência online, as especificações técnicas de seu novo console, o PlayStation 5. Ele tem processador AMD Zen 2, com oito núcleos operando a 3,5 GHz, e uma GPU (chip de vídeo) AMD RDNA 2, com 36 unidades de computação gráfica operando a 2,23 GHz, com performance máxima teórica de 10,28 teraflops (trilhões de operações matemáticas por segundo).

Na segunda-feira, a Microsoft havia revelado as especificações técnicas do Xbox Series X, que são as seguintes. O processador também é um AMD Zen 2, mas operando um pouco mais rápido, a 3,8 GHz. Porém, nessa velocidade, apenas 7 dos 8 núcleos ficam disponíveis para o game que está sendo executado – um núcleo é reservado ao sistema operacional do console. Os desenvolvedores de games poderão ativar um modo em que todos os oito núcleos ficam disponíveis. Mas, nesse caso, o “clock” do processador é reduzido para 3,6 GHz (contra 3,5 GHz do PS5). Em suma: no quesito CPU, o PlayStation 5 e o Xbox Series X parecem estar em empate técnico, com discretíssima vantagem para o console da Microsoft.

No caso da GPU, a diferença é um pouco mais significativa – com vantagem para o Xbox. Os novos consoles usam versões customizadas de um chip de vídeo da AMD. Ambos se baseiam na mesma microarquitetura interna (RDNA2), mas têm configurações bastante distintas. Enquanto o PlayStation possui 36 unidades de computação gráfica operando a 2,23 GHz, o novo Xbox tem bem mais unidades (são 52), mas trabalhando em “clock” menor: 1,825 GHz.

O resultado disso é que o console da Microsoft alcança 12,1 teraflops – contra 10,28 do PlayStation 5. Porém, a evolução das GPUs tem mostrado que a simples contagem de teraflops nem sempre é um indicador de performance real. Testes feitos pelo site Digital Foundry, por exemplo, provaram que uma GPU de 4 teraflops é capaz de oferecer quase o mesmo desempenho que uma GPU de 6 teraflops se elas tiverem grandes diferenças de arquitetura interna. Será necessário esperar o lançamento dos consoles, e dos games, para ver se a vantagem teórica do Xbox Series X se traduz em vantagem prática.

Continua após a publicidade

Um ponto importante é que, segundo a Microsoft, o novo Xbox poderá trabalhar constantemente nas frequências máximas de CPU e GPU; mas o console da Sony terá “clock” dinâmico em ambas. Ou seja: poderá ter a velocidade reduzida, em situações de alta demanda de processamento, para evitar superaquecimento interno. A Sony não entrou em detalhes, a não ser para minimizar a importância dessa questão – mas o quão relevante ela será, ou não, só saberemos quando o console for lançado. O clock dinâmico pode significar que ao contrário do novo Xbox, que parece um PC em miniatura, o videogame da Sony tenha formato mais compacto, mantendo a estética e as proporções dos consoles atuais (o que exigi mais proteção contra superaquecimento). A conferir.

Ambos os consoles têm 16 gigabytes de memória RAM, do tipo GDDR6. Os dois virão equipados com SSD (Solid State Disk), que é muito mais rápido do que os atuais discos rígidos e promete reduzir drasticamente o tempo de carregamento dos jogos. O PlayStation terá um SSD de 825 gigabytes, e vai aceitar discos externos (SSD ou HD) via conexão USB. Já o Xbox Series X terá 1 terabyte – e poderá ser expandido com cartões externos de 1 terabyte cada um, que foram desenvolvidos pela Microsoft em parceria com a Seagate (e usam uma interface mais veloz que a USB).

Resumindo tudo: PlayStation 5 e Xbox Series X têm configurações impressionantes, que representam um salto convincente frente à geração atual. E, pelo menos nos números, o console da Microsoft parece levar alguma vantagem. Mas se isso se traduzirá em superioridade real, é outra questão – vai depender dos games, e de quão bem os desenvolvedores aproveitarão as características de cada console.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.