Assine SUPER por R$2,00/semana
Imagem Blog

Oráculo

Por aquele cara de Delfos
Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail maria.costa@abril.com.br.
Continua após publicidade

Como se definiu o número de caracteres de um tweet?

Os 140 toques originais – hoje expandidos para 280 – foram inspirados numa tecnologia pré-histórica para a geração Tik Tok: o SMS.

Por Maria Clara Rossini
15 abr 2021, 20h58

Os tweets só passaram a ter 280 caracteres em novembro de 2017. Antes disso, a rede social só permitia 140 toques. 

Segundo o CEO Jack Dorsey, a decisão original foi inspirada nas mensagens de texto da época – os lendários SMS –, que tinham um limite de 160 toques. Lá em 2006, o Twitter foi idealizado como uma plataforma para enviar SMS para grupos. 

A decisão de dobrar o limite se baseou no fato de que 9% dos tweets em inglês estouravam os 140 – e muitas pessoas, frustradas, desistiam (outras línguas são mais concisas: só 0,4% dos tweets japoneses batia 140).

No Instagram, um post tem no máximo 2.200 caracteres. Quem acompanha a Super sabe que a gente põe texto extra nos comentários. No Facebook, os textões não podem passar de 63.206 toques. No Telegram, são 4.096 toques.

Já o limite de uma mensagem de WhatsApp são 65.536 toques. Isso equivale a umas três matérias de capa da Super, e o número não é tão aleatório quanto parece: corresponde ao número dois elevado à décima sexta potência (216). O “leia mais” aparece após 3.073.

Pergunta de @psicologo.colorido, via Instagram

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.