Assine SUPER por R$2,00/semana
Imagem Blog

Turma do Fundão

Por Blog
Grupo de leitores-colaboradores da ME que ajuda a revista sugerindo pautas e alimentando este blog cultural
Continua após publicidade

Resenha: Irmãs

Por turma-do-fundao
Atualizado em 4 jul 2018, 20h33 - Publicado em 29 jan 2016, 10h34

Bianca_Rego Marianna_Ribeiro

filme_irmas

Tina Fey e Amy Poehler estão em cartaz em mais uma comédia juntas, Irmãs, dirigido por Jason Moore. Dessa vez, elas vivem duas irmãs bem diferentes que decidem fazer uma última festa na casa em que passaram sua infância, antes que seus pais a vendam.

Maura (Poehler) é uma enfermeira supercertinha e, de certa forma, até meio neurótica, que nunca realmente aproveitou e curtiu sua juventude, ao contrário de sua irmã mais velha, Katy (Fey), que aproveitou ao máximo aquela fase da vida, mas agora se vê desempregada e com uma filha com a qual não tem um bom relacionamento.

Ao descobrirem que sua amada casa seria vendida, as irmãs quarentonas decidem aproveitar os últimos momentos no local e reviver suas juventudes fazendo uma grande festa com os amigos do colégio. Só que, dessa vez, invertendo as responsabilidades: Maura fica livre para curtir e Katy fica como a responsável.

Continua após a publicidade

filme_irmas3

O roteiro escrito por Paula Pell deixa a desejar. Com piadas previsíveis e um pouco forçadas, a trama decepciona, já que tinha tudo para ser incrível: um elenco de peso com as rainhas da comédia Tina Fey e Amy Poehler e um enredo promissor (já que nunca foi feito antes um filme ao estilo “spring break” com adultos na faixa dos 40). Poderia ser um sucesso de comédia, mas não é o que acontece.

Aparentemente, a qualidade do roteiro é o fator mais prejudicial para a trama. Com situações exageradas e irreais, o filme se torna previsível, decepcionante e até um pouco frustrante. Talentos como o de Maya Rudolph, por exemplo, são pouco explorados no filme, deixando a atriz como uma mera coadjuvante sem muita importância. Além disso, um tema batido como drogas em festas poderia ter sido mais bem explorado.

filme_irmas4

Continua após a publicidade

Ademais, as atuações de Tina e Amy infelizmente deixam a desejar. A primeira não se encaixou muito bem em um papel de mãe irresponsável que tem de se tornar séria, enquanto a segunda parece meio forçada em cenas descontraídas em que deveria aparentar estar bêbada. Esse fator influencia para que o filme pareça improvável e exagerado.

Se procura ver um bom filme de comédia, com o intuito de assistir a piadas inteligentes e inovadoras, não perca seu tempo com Irmãs. Entretanto, se procura um filme em que não é preciso pensar em muita coisa, pode até ser uma boa pedida. De qualquer forma, mantenha suas expectativas baixas: essa é uma produção que fica aquém do potencial das brilhantes atrizes de Saturday Night Live.


nota20

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.