GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Pessoas furiosas estão atacando carros autônomos nos EUA

Agressões e surtos marcam os testes com carros robóticos na Califórnia - onde eles têm irritado os outros motoristas por dirigir devagar demais

De acordo com o Observatório Nacional de Segurança Viária, 90% dos acidentes de trânsito no Brasil ocorrem por falha humana. Nos EUA, estudos apontam a mesma coisa. Tendo isso em mente, é de se imaginar que os carros autônomos sejam uma novidade bem vinda. Mas não é isso que está acontecendo na Califórnia, onde têm havido casos de agressão contra veículos do tipo.

Em São Francisco, um homem atravessou a rua assim que avistou um carro autônomo da GM – e, segundo um relatório da empresa, se jogou contra o para-choque traseiro esquerdo do carro. Ninguém se feriu, mas uma das lanternas traseiras foi danificada.

Não muito longe dali, ocorreu outro caso. Assim que um taxista notou que o carro atrás dele era um autônomo, desceu do táxi e socou a janela do passageiro da frente. Novamente, nenhum ser humano foi ferido.

Os carros autônomos têm irritado os motoristas das cidades onde estão sendo testados. É que eles dirigem com extrema  cautela, param completamente em frente a uma placa de “Pare”, são lentos e não reagem a buzinadas. Em suma, não dirigem como humanos – o que incomoda os humanos.

E essa inimizade tende a aumentar, pois os carros robóticos passarão a andar sozinhos. O governo da Califórnia anunciou que, a partir de abril, os carros autônomos serão autorizados a trafegar sem supervisão (hoje eles sempre levam uma pessoa a bordo, pronta a assumir o volante em caso de emergência). Resta saber como os outros motoristas irão reagir a isso.