GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Uma corrida para mil e uma noites

Tapete voador – jogo para dois a seis participantes, produzido pela Grow Jogos e Brinquedos S.A.

Como anda o seu brevê para pilotagem de tapetes? Eis aqui uma boa ocasião para testar. Nesse jogo, lançado originalmente na Alemanha pela empresa Otto Maier Verlag (Ravensburger) – o que por si só já é um atestado de qualidade -, os jogadores participam de uma eólica corrida pelos céus de uma cidade oriental. O tabuleiro, pronunciadamente retangular, é dividido em três faixas: uma, rente ao solo, onde há calmaria; outra, intermediária, onde sopram ventos de intensidade 1; e uma terceira, onde os ventos têm intensidade 2.
Antes do início da partida, os participantes constroem um cenário, instalando várias placas de cartão sobre o tabuleiro. Elas representam casas, monumentos, nuvens e outros obstáculos. Pode-se regular a quantidade delas, e assim obter corridas mais ou menos difícieis. Pronto o tabuleiro, os tapetes podem decolar. Os jogadores recebem três cartas com indicações de movimento. São as lufadas de vento. Em cada uma há opções verticais e horizontais, com forças variadas. Ao escolher e descartar uma delas, o jogador move sua peça de acordo com suas instruções e compra uma nova carta.
Além disso, ele pode descartar simultaneamente pequenas fichas de direção, que atuam como uma espécie de “ajuste fino” do movimento. Finalmente, é preciso contar com um vento constante que sopre para a direita com um valor 1, na segunda faixa do tabuleiro, e com valor 2 na terceira. As nuvens e os obstáculos terrestres devem ser evitados, sob risco de ter que voltar ao início. Quando o tapete de um jogador atinge outro, este último fica parado por uma jogada. Alternativamente, pode-se mandá-lo para o solo, numa escala forçada que provoca um indesejável atraso – é uma autêntica puxada de tapete, perfeitamente de acordo com as regras do jogo.
No final, a constatação de que não é nada fácil aterrissar poderá pegar muito sultão desprevenido. Tapete Voador é, seguramente, um dos jogos mais bonitos surgidos nos últimos anos. Sua mecânica apurada e repleta de alternativas é capaz de nos entreter muitas e muitas vezes. Nem Scherazade faria melhor. Impossível esquecer de mencionar, ainda, o ótimo folheto de regas, em cores, conciso e perfeitamente claro. Um jogo muito útil na ludoteca da família.