GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

5 filmes do Festival de Toronto que podem aparecer no Oscar

O evento, um dos principais termômetros para as premiações do ano que vem, começa nesta quinta (6)

O ano está longe de terminar, mas as expectativas para o Oscar 2019 já estão aí. Começa nesta quinta (6) o Festival Internacional de Cinema de Toronto (TIFF, na sigla em inglês), considerado um dos mais importantes e aguardados eventos do calendário, pois reúne, justamente, filmes com grandes chances de aparecer na temporada de premiações do ano seguinte.

Criado em 1976, o TIFF é um dos principais termômetros do Oscar. Basta olhar para as últimas duas edições: em 2017, A Forma da Água, ganhador da estatueta de Melhor Filme em 2018, estreou por lá, assim como MoonlightLa La Land, em 2016.

A maioria dos vencedores e indicados ao prêmio costuma estrear no final do ano, pela proximidade da época de votação.Os longas exibidos em Toronto seguem essa mesma lógica (bem, se você considerar setembro como o começo do fim do ano). Além disso, dentre os festivais de cinema mais prestigiados, o de Toronto é o último a acontecer. E é tão agregador quanto coração de mãe: são exibidos tanto longas inéditos quanto sucessos de outros festivais, algo que não acontece normalmente.

Veja também

Para saber quais estreias desse ano têm boas chances nos prêmios do ano que vem, a SUPER conversou com Pablo Bazarello, crítico de cinema do site CinePOP. Ele cobriu o TIFF em 2015 e 2017. Confira a lista a seguir:

O Primeiro Homem

 (Divulgação/Reprodução)

Fãs de La La Land podem comemorar. Ryan Gosling volta este ano para interpretar o astronauta Neil Armstrong, o primeiro homem a pisar na Lua. “O motivo do prestígio é por se tratar do novo projeto de Damien Chazelle, o atual menino de ouro de Hollywood”, diz Pablo. Além do musical do ano passado, Chazelle dirigiu o prestigiado Whiplash. Os dois filmes juntos têm nove estatuetas do Oscar e 19 indicações.

No Brasil, estreia em 11 de outubro.

Nasce uma Estrela

 (Divulgação/Reprodução)

O longa, dirigido e estrelado por Bradley Cooper, fala sobre um cantor veterano que ajuda uma artista em ascensão (Lady Gaga, cuja perfomance tem sido elogiada). Por que apostar nele? Segundo Pablo, “essa é a quarta adaptação daa história, após filmes lançados em 1937, 1954 e 1976”. Ah, e vale dizer: todos indicados e premiados no Oscar. A estreia programada no Brasil também é dia 11 de outubro.

Veja também

If Beale Street Could Talk

 (Divulgação/Reprodução)

“Barry Jenkins, diretor de Moonlight, volta com uma nova história de representatividade racial, baseada no livro de James Baldwin [escritor americano cuja obra teve muita importância nos anos 1960 e 70 justamente por tratar, entre outros assuntos, o movimento negro]“. A trama gira em torno da luta de uma mulher para livrar o marido da prisão antes do nascimento do primeiro filho deles.

Veja também

Beautiful Boy

 (Divulgação/Reprodução)

Steve Carrell e Timothée Chalamet, de Me Chame Pelo Seu Nome, estrelam este drama sobre a relação de um pai com um filho viciado em drogas. Além de ambos já terem sido indicados ao Oscar de Melhor Ator, a temática do filme também é um ponto a seu favor. “Um dos temas mais abraçados em épocas de premiações são os dramas familiares”, aponta o crítico. “E aqui temos exatamente isso”.

Can You Ever Forgive Me?

 (Divulgação/Reprodução)

Seria 2019 o ano dos humoristas no Oscar? Depois de Steve Carell, que já deu as caras outras duas vezes, Melissa McCarthy é quem pode entrar na disputa por uma indicação. No longa baseado em uma história real, ela interpreta Lee Israel, escritora que se torna falsificadora.

A investida da Netflix

Enquanto o Festival de Cannes baniu em abril os filmes da Netflix de cartaz por não estrearem nas salas de cinema da França, o TIFF mostra mais uma vez o seu lado “desconstruidão”: desta vez, as produções do serviço de streaming não só estarão em peso como também uma delas irá abrir o festival. O épico medieval Legítimo Rei, estrelado por Chris Pine, ficará disponível para os assinantes dia 9 de novembro.

 (Divulgação/Reprodução)

Além desse, a Netflix levará ao Canadá outros três longas: The Kindergarten Teacher, Hold the Dark e Roma. No ano passado, um documentário original Icarus faturou o Oscar de Melhor Documentário, e outros dois receberam indicações.