Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Como o ser humanos aprende

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 19h00 - Publicado em 29 jul 2009, 22h00

Um pouco de papo-cabeça. Sobre cabeça. Até a década de cinqüenta, era regra que psicólogos e pesquisadores do comportamento humano evitassem assuntos como: mente, pensamento, sonho ou imaginação. Acreditava-se que toda atividade psicológica pudesse ser explicada adequadamente sem a necessidade de se recorrer a estas “misteriosas entidades mentalistas”, como diziam os pensadores da época. Quer dizer: os indivíduos eram vistos como simples refletidores do ambiente em que viviam. Mas, à partir dessa época, cientistas como os americanos Karl Lashley, John von Neumann e Norbert Wiener passaram a defender a idéia de que o comportamento humano, ao invés de ser imposto por fora, como se acreditava, possui “uma organização que emana de dentro do organismo”. Acabaram criando o que se denominou de “ciência cognitiva”, a ciência do conhecimento. Esse difícil e polêmico assunto é tratado de forma brilhante pelo americano Howard Gardner, em A Nova Ciência da Mente (Edusp, 456 páginas). Leitura complexa, para quem (realmente) se interessa pelo assunto.

Preço: R$ 28,50
Telefone da Edusp: (011) 8184156

Publicidade