Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Manual: como ganhar todas no Banco Imobiliário?

Vire o Seu Barriga: aprenda as regras exatas do jogo, as melhores propriedades para comprar e até como "aproveitar" o seu tempo na prisão.

Por Rafael Battaglia 17 mar 2021, 14h59

NÃO SEJA o banco

Ilustração do banqueiro do jogo Banco Imobiliário.
Luiza Simão/Superinteressante

O volume de responsabilidades com os outros jogadores pode atrapalhar o seu próprio jogo. E não se esqueça de cobrar pequenos benefícios que podem passar despercebidos. Por exemplo: você ganha uma certa quantia toda vez que passa pela casa de início.

Nasceu quadrado

Ilustração de uma pessoa na prisão, segurando as barras e vestindo roupas listradas em preto e branco.
Luiza Simão/Superinteressante

Há três jeitos de ser preso: caindo na casa, pegando uma carta punitiva ou tirando números iguais três vezes nos dados. No começo do jogo, pague a fiança rápido ou não sobrarão bons terrenos para você. Ficar no xilindró é negócio no final, quando o tabuleiro é um campo minado de aluguéis.

Continua após a publicidade

Derrube a oferta

Ilustração das casinhas utilizadas no Banco Imobiliário.
Luiza Simão/Superinteressante

Há um número finito de casas no jogo. Ou seja: ainda que construir hotéis vá garantir um aluguel maior, às vezes é melhor encher as suas propriedades com residências. A renda ainda será razoável, e você deixará os outros jogadores com menos peças disponíveis para construir (e depois alugar) casas em seus próprios terrenos.

Não é só sorte

Ilustração do tabuleiro do Banco Imobiliário com as melhores casas destacadas.
Luiza Simão/Superinteressante

Para cobrar mais aluguéis, compre terrenos em que os jogadores passam mais (marcados em rosa ao lado). A regra básica: o lugar mais frequentado do tabuleiro é a prisão, e o número mais comum no lançamento de dois dados é o 7. Ou seja: o paraíso fica a sete casas da cadeia.

+ Dicas

  • Siga as instruções. Algumas regras inventadas, comuns em famílias brasileiras e gringas, injetam grana no jogo e atrasam o objetivo final (você só ganha quando todos os outros forem à falência).
  • O manual sugere mudanças para encurtar a partida. Você pode, por exemplo, agilizar o trâmite de construção de hotéis ou estipular um tempo máximo – quem tiver mais dinheiro ao final, vence.
  • Nada de agiotas: o jogo não permite empréstimos feitos pelo banco ou entre jogadores. Está precisando de grana? Comece vendendo casas e hotéis ao banco – ele paga metade do preço.
  • Negociar propriedades entre jogadores é uma boa estratégia. Afinal, as construções só podem começar se você tiver todos os terrenos de um mesmo grupo de cores.
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)