GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Playlist: 4 coisas legais para ver, ler e jogar em agosto

Um mundo paralelo em que os Beatles não existem, o novo filme de Kleber Mendonça, a vida doméstica de Pablo Escobar - e o game em que você é HAL9000, o computador assassino de "2001"

O primeiro beatle

Jack é músico, mas sua carreira não decola. Até que ele sofre um acidente, bate a cabeça e acorda num mundo bizarro: onde ninguém conhece os Beatles. Ele não acredita naquilo, começa a tocar e cantar as músicas do Fab Four para as outras pessoas – que, maravilhadas, transformam Jack no maior astro do planeta. Só que estamos no mundo moderno, em que não é tão simples ser um beatle (a gravadora não quer usar os nomes “White Album” e “Sgt. Pepper’s”, e sugere títulos cretinos para os discos de Jack). Um filme instigante, dirigido pelo inglês Danny Boyle.
Yesterday. Estreia nos cinemas dia 29/8.

***

 (Reprodução/Divulgação)

A vila que sumiu do mapa

Bacurau é o nome de um pássaro, e também de um povoado no meio do nada – que um dia, em circunstâncias misteriosas, simplesmente deixa de existir. Por enquanto, é tudo o que se sabe a respeito do filme, que mesmo assim tem gerado expectativa: ele foi escrito e dirigido por Kleber Mendonça Filho, dos ótimos “Aquarius” e “O Som ao Redor”.
Bacurau. Estreia nos cinemas dia 29/8.

***

 (Reprodução/Divulgação)

I’m sorry, Dave…

No clássico “2001: Uma Odisseia no Espaço”, o computador HAL9000 é mais inteligente do que os humanos, e acaba tentando matá-los. Neste game inspirado no filme, você é o robô SAM, que controla uma estação espacial onde acontece um acidente. Os astronautas pedem que SAM investigue o caso – com o qual ele mesmo pode estar envolvido.
Observation. Para PC (US$ 12) e PS4 (US$ 29).

***

 (Reprodução/Divulgação)

“Mesmo nos piores momentos, Pablo manteve uma mania desesperadora: escovar os dentes por duas horas”,

escreve Victoria Henao, que foi casada por 20 anos com Pablo Escobar. Após a morte do megatraficante, ela se exilou em Buenos Aires e viveu escondida, com outro nome. Só quebrou o silêncio agora, neste livro em que conta como sobreviveu a tudo e revela o lado humano de Escobar: um homem que tinha pavor de dentista, pintava os esconderijos de azul-claro (a cor de seu quarto, quando criança) e matava qualquer pessoa sem sofrer – mas, no fim da vida, foi destruído psicologicamente pela solidão.
Minha Vida com Pablo. R$ 59,90.