Clique e assine a partir de 5,90/mês

Cabeça quente apesar do sangue-frio

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h21 - Publicado em 31 mar 2000, 22h00

Por que os camicases usavam capacete?

Eles não usavam capacete. Afinal, os camicases eram pilotos voluntários suicidas. Se pretendiam se matar, não fazia sentido evitar ferimentos na cabeça. Durante a II Guerra Mundial, eles atiravam seus aviões contra os alvos, geralmente navios, para destruí-los. O que pode ser confundido com capacete era, na verdade, um gorro de couro forrado com lã de carneiro com proteção para as orelhas. Esse tipo de touca era usado não só pelos camicases, mas por todos os pilotos, para reduzir o desconforto causado pelo frio nos aparelhos. “Naquela época, a cabine dos aviões não era vedada como nos de hoje”, explica o sargento Newton Hucke, da Força Aérea Brasileira, que participou da II Guerra Mundial. “O vento lá dentro, além de muito forte, era gélido.” Os olhos eram protegidos por óculos enormes e o corpo por roupas almofadadas. Quando os aliados passaram à ofensiva na guerra contra o Japão, os camicases viraram uma arma desesperada. Eles afundaram 34 navios e danificaram centenas. Sem capacete.

Publicidade