GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Das Arábias

Cláudio Daniel

Você gosta de histórias de aventuras em países exóticos, com muita ação, romance e mistério? Então, precisa ler As Mil e Uma Noites. Com certeza você conhece alguns contos da obra, já adaptados para o cinema, como Aladim e a Lâmpada Maravilhosa. Mas não pense que o livro é para crianças: na verdade, muitos relatos foram censurados por causa de cenas de sexo e violência.

Esta obra fascinante, que encanta os leitores ocidentais desde sua tradução para o francês, feita por Galland no século XVIII, tem uma origem misteriosa. Ninguém sabe quem o escreveu, e presume-se que foram vários autores.

É provável que os contos tenham sido a princípio narrados por contadores de histórias, nas aldeias árabes, persas, egípcias e indianas, e só depois compilados num livro.

Na Europa, a obra incendiou a imaginação de escritores, músicos e artistas românticos. A visão de um Oriente mítico onde sultões se divertiam com odaliscas em palácios luxuosos inspirou até mesmo Goethe, em sua poesia lírica da velhice. No século XX, um grande admirador do livro foi Jorge Luis Borges, que escreveu o ensaio Sete Noites sobre ele. No Brasil, o leitor interessado pode comprar a recente edição a obra, que saiu pela Ediouro em dois volumes belamente encadernados.