Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Novelas doidas, tipos surreais

Essas figuras sobrenaturais foram criadas por autores de novela que ousaram adicionar à trama de algumas pitadas de realismo fantástico, gênero que floresceu na literatura latino-americana nas décadas de 60 e 70.

Por Da Redação Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 31 out 2016, 18h27 - Publicado em 30 jun 2003, 22h00

Morto que ressuscita, “gordinha” que explode, lobisomem. Essas figuras sobrenaturais foram criadas por autores de novela que ousaram adicionar à trama de algumas pitadas de realismo fantástico, gênero que floresceu na literatura latino-americana nas décadas de 60 e 70. E que fez escola no folhetim televisivo. Clarissa Passos

COM MEDO É MAIS GOSTO

Tieta (1989/90) fez muita gente se perguntar qual seria a identidade da misteriosa Mulher de Branco, que “atacava” homens indefesos nas madrugadas de Santana do Agreste. Parece que alguns nem se importavam em topar com a criatura… que não era ninguém mais que Laura, a bela esposa do Comandante Dario, vivida por Cláudia Alencar.

AO PÉ DA LETRA

Dias Gomes apresentou em Saramandaia (1976) o maior elenco de estranhos da TV. Dona Redonda (Wilza Carla) explodiu de tanto comer. E não era só: Marcina (Sônia Braga) incendiava o que quer que tocasse quando estava excitada, João Gibão (Juca de Oliveira) tinha asas e Zico Rosado (Castro Gonzaga) sofria com as formigas que escapavam do nariz.

DURO DE MATAR

Continua após a publicidade

Em 1973, Dias Gomes ensaiou um flerte com o realismo fantástico ao ressuscitar o polêmico prefeito Odorico Paraguaçu, protagonista de O Bem-Amado, no último capítulo da trama. Assim, garantiu a continuação da história em 1980.

A CULPA É DA LUA

Em Pedra Sobre Pedra (1992), de Aguinaldo Silva, Sérgio Cabeleira (Osmar Prado) sofria com tamanha atração pela Lua que tinha de se amarrar a uma pilastra para não sair voando por aí nas noites de céu mais claro.

O SANTO E O LOBIMEM

Roque Santeiro (1985) também teve direito a sua cota de personagens sobrenaturais: o Professor Astromar (Ruy Rezende) virava um lobisomem nas noites de lua cheia e era obcecado pela Cláudia Raia. A música “Mistérios da Meia-Noite”, de Zé Ramalho, embalava a transformação do mestre.

Continua após a publicidade

Tudo sobre novelas:

https://www.telenovela.hpg.ig.com.br

https://www.tvhistoria.hpg.com.br

https://www.riopreto.com.br/araujo

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.