GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Terça feira de cinza

A tragédia de 11 de setembro mudou para sempre a paisagem de Nova York e também os corações e mentes da sua população.

Rafael Kenski

Cenário apocalíptico

A repentina queda das torres gêmeas do World Trade Center pegou o mundo de surpresa. Gigantescas nuvens de poeira se espalharam por vários quarteirões, chegando a tapar a luz do Sol. Este homem, a poucas centenas de metros do WTC, fez o mesmo que todos no centro financeiro de Nova York: improvisou uma máscara protetora e correu o máximo que pôde

Primeiros socorros

Além de quase 4 000 mortes, o atentado deixou cerca de 2 250 feridos, a maioria com queimaduras, contusões ou asfixia pela poeira. Os hospitais da cidade ficaram lotados em poucas horas e a solução foi recrutar médicos e enfermeiras para trabalhar em prontos-socorros improvisados, como estesocorros

Corações partidos

O bombeiro da foto chegou ao World Trade Center logo após o colapso do prédio. Parou no meio da rua, olhou para o alto e disse: “Minha mulher estava lá dentro”. Entre os milhares de mortos, havia também 343 outros bombeiros. Em toda a cidade de Nova York, milhares de pessoas espalharam fotos e cartazes em busca de parentes desaparecidos

Lanche de emergência

Estes bombeiros interromperam os trabalhos de resgate para procurar comida atrás do balcão de uma lanchonete abandonada. Na região próxima à catástrofe, todos fizeram o possível para ajudar: restaurantes funcionavam gratuitamente enquanto moradores e bares distribuíam frutas, água e sucos às pessoas que trabalhavam na busca de sobreviventes

Memorial pela paz

No dia seguinte ao atentado, centenas de nova-iorquinos reuniram-se na Union Square, um dos pontos mais próximos do acidente com acesso permitido ao público. Ali foi espalhado como que um tapete de milhares de flores e velas, junto ao qual as pessoas – ainda sem acreditar no que acontecera – cantavam, agitavam bandeiras e desenhavam símbolos de paz e amor

Campo de escombros

Logo após o desabamento, mais de 1 500 pessoas começaram a trabalhar entre as ruínas do World Trade Center em busca de sobreviventes. Elas precisavam escalar destroços gigantescos e enfrentar abismos sob o risco de os prédios vizinhos desabarem sobre sua cabeça. Apenas cinco pessoas foram resgatadas com vida do local

Negócios pelos ares

Um dos primeiros sinais do desastre foi a chuva de documentos que caiu dos escritórios atingidos. Muitas folhas chegaram ao solo ainda em chamas. Após o desabamento, a enorme quantidade de papel entre os detritos que cobriam as ruas continuava impressionante, destacando-se na camada de fuligem que cobria o chão