Clique e assine a partir de 5,90/mês

Afinal, o nazismo era de esquerda ou de direita?

Estava bem mais para a direita do que para a esquerda. Apesar de se chamar Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães, o nazismo desprezava o comunismo ao estilo soviético.

Por Tiago Cordeiro - Atualizado em 3 abr 2019, 11h58 - Publicado em 12 abr 2018, 17h37

EDIÇÃO Felipe van Deursen

Estava bem mais para a direita do que para a esquerda. Apesar de se chamar Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães, o nazismo desprezava o comunismo ao estilo soviético. Ele tinha mais pontos em comum com o liberalismo econômico, uma bandeira tradicionalmente da direita, embora também tivesse elementos em comum com a esquerda (veja abaixo).

Mais importante do que estar à direita ou à esquerda, o que realmente definia as políticas e os objetivos de Adolf Hitler não era nem o capitalismo nem o socialismo: era o racismo. O nazismo, da forma como se consolidou na década de 1930, era caracterizado por um nacionalismo para poucos, os alemães “arianos”. Qualquer outro grupo que não se encaixasse nisso não poderia participar do Estado alemão.

MISTUREBA RACISTA
Entenda os elementos do nazismo

UMA ZONA
O nazismo era claramente anticomunista, mas também era anticapitalista. Essa espécie de terceira via – que se manifestava, como diríamos no século 21, “contra tudo isso que está aí” – dizia que Karl Marx era detestável por ser judeu, e o capitalismo liberal era detestável por ser liderado por judeus

Continua após a publicidade

NOME MENTIROSO
O “Socialista” no nome do partido era propaganda política, pois os trabalhadores formavam a base eleitoral do país. A ideia era atrair esse público, até então ligado ao Partido Social Democrata. Já o Partido Comunista da Alemanha realmente era de esquerda e não tinha nada em comum com os nazistas

OPOSIÇÃO DESTRUÍDA
Até chegar ao poder, o Partido Nazista tinha um grupo socialista. Seu líder era Gregor Strasser, comandante da milícia armada SA. Mas, não por acaso, Strasser foi morto em 1934, na Noite dos Longos Punhais, ocasião que Hitler usou para afastar seus oponentes. Depois, a SA perdeu poder para uma nova tropa de elite, a SS

MUNDO COMPLICADO
A ideologia do nazismo mostra que o mundo era – e é – mais complexo do que a divisão tradicional entre direita e esquerda. Líderes capitalistas, como Winston Churchill, e comunistas, como Josef Stalin, concordavam com conceitos de superioridade racial, que estavam na moda na época, mas nunca defenderam abertamente o extermínio de um povo inteiro, como fazia Hitler

CONTROLE RELATIVO
Os nazistas usavam o Estado para controlar a economia, mas nunca pensaram em socializar todos os bens. Na prática, eles não eram totalmente contra os liberais capitalistas, desde que eles fossem favoráveis aos “verdadeiros alemães”, os “arianos”. Ou seja, o que importava no nome do partido não era o “Socialista”, era o “Nacional” – e “Nacional” significava um grupo específico de alemães

CONSULTORIA Rodrigo Trespach, pesquisador e autor de Histórias Não (ou Mal) Contadas: Segunda Guerra Mundial, Adriano Gianturco, professor de ciência política do Ibmec (Belo Horizonte, MG)
FONTES Livros Hitler, de Ian Kershaw, e O Império de Hitler, de Mark Mazower

Continua após a publicidade
Publicidade