Clique e assine a partir de 8,90/mês

Como funcionam os arcos modernos?

Por Redação Mundo Estranho - Atualizado em 4 jul 2018, 20h26 - Publicado em 18 abr 2011, 18h49
128799961

Robin Hood ficaria feliz da vida com um desses. Os arcos de hoje são feitos com material desenvolvido pela indústria aeronáutica, como a fibra de carbono, duas vezes mais resistente e 80% mais leve que o aço. Tanto que, mesmo medindo de 1,67 a 1,77 metro, eles não pesam mais que 3 quilos.

Outra vantagem desse material é vibrar muito menos que a madeira dos arcos tradicionais. Isso ajuda a imprimir mais tensão à corda, a ponto de a flecha atingir até 240 km/h com facilidade. Além disso, ela vai tremer menos. E o tiro sai bem mais preciso.

Haja precisão, aliás: para acertar na mosca numa prova olímpica, o arqueiro tem de lançar a flecha num círculo de 12,2 centímetros de diâmetro, que fica no centro do alvo. Fácil? Seria, se o atleta não ficasse a 70 metros do alvo, como acontece nas competições olímpicas. Para acertar a uma distância dessas, a qualidade do arco é apenas acessório. O que vale mesmo não mudou desde os tempos da floresta de Sherwood: mãos firmes, olhos afiados e nervos de aço. Ou melhor: de fibra de carbono.

Publicidade