Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Como surgiu o judô?

O judô foi inventado em 1882 pelo japonês Jigoro Kano, praticante de jiu-jitsu. A ideia era criar uma luta cujos golpes fossem aplicados com mais inteligência do que força. Depois de muito pesquisar as artes marciais da época, Kano divulgou o judô – “caminho suave”, em japonês. O novo estilo era marcado pelo uso de […]

Por Tiago Cordeiro
Atualizado em 5 mar 2024, 16h19 - Publicado em 2 jul 2010, 16h01

O judô foi inventado em 1882 pelo japonês Jigoro Kano, praticante de jiu-jitsu. A ideia era criar uma luta cujos golpes fossem aplicados com mais inteligência do que força. Depois de muito pesquisar as artes marciais da época, Kano divulgou o judô – “caminho suave”, em japonês. O novo estilo era marcado pelo uso de alavancas para arrancar o adversário de sua posição. Chutes e socos, nem pensar! No começo do século 20, o judô foi levado para Europa e Américas a bordo dos navios de imigrantes japoneses. No Brasil, o mestre Takaharu Saigo começou a ensinar a luta no fim da década de 1910, em São Paulo. A partir de 1964, o judô virou esporte olímpico nos Jogos de Tóquio. Desde então, o Brasil já conquistou duas medalhas de ouro, três de prata e 10 de bronze.

• Este é o 7º capítulo da série sobre as principais artes marciais do mundo. Veja os anteriores:

1- Como surgiu a capoeira?

2- Como surgiu o kung fu?

3- Como surgiu o jiu-jítsu?

4- Como surgiu o krav maga?

Continua após a publicidade

5- Como surgiu o caratê?

6- Como surgiu o muay thai?

ESPORTE CABEÇÃOO judô valoriza a precisão dos movimentos e a inteligência dos golpes

NO ATAQUE
Projeção e imobilização são a chave para a vitória

UCHI MATA

Girando o corpo, o atleta usa a perna direita encaixada no adversário para projetá-lo ao chão. Quando o golpe funciona, é ippon na certa e fim de luta

OKURI ERI JIME

Outra maneira de vencer a luta é dominar o rival usando técnicas de imobilização e de estrangulamento

Continua após a publicidade

JUJI GATAME

O judoca precisa ser ousado para ir ao chão e apoiar os pés no peito do rival. O movimento termina com uma torção de braço

NA DEFESAO segredo é jogar retrancado e explorar os contragolpes
KO UCHI GARI

O rival perde sustentação quando levanta a perna para golpear. É hora de empurrá-lo ao chão

HIZA GURUMA

Enquanto o rival tenta encaixar um golpe, o judoca vira o corpo e usa a perna que seria atacada para projetar o adversário

TSURIKOMI-GOSHI

Cada golpe tem um contraataque ideal para rebatê-lo. Este aqui é perfeito para reagir ao Ko Uchi Gari

Continua após a publicidade
JIGORO KANO (1860-1938)

Tinha 21 anos quando divulgou os princípios do judô. Na infância tomou muita pancada dos garotos maiores e mais fortes – quando adulto, Kano tinha 1,57 m de altura e, no máximo, 40 kg. Ao lançar o judô, também queria ajudar os magrelos a usar a força do oponente para derrubá-lo. Quando morreu, negociava a entrada do judô nas Olimpíadas

JUDOGI

Para facilitar o aprendizado das técnicas e uniformizar a roupa de treino dos judocas, Jigoro Kano adotou o judogi. De tão funcional, o quimono acabou sendo adotado, com pequenas variações, por outras artes marciais

FAIXAS PARA POUCOS

Para progredir e conquistar as faixas, não basta conhecer os golpes e vencer torneios. Também é preciso ter uma conduta de vida irrepreensível e conhecer a história e os princípios do judô. A ordem é essa:

– Branca

– Cinza

Continua após a publicidade

– Azul

– Amarela

– Laranja

– Verde

– Roxa

Continua após a publicidade

– Marrom

– Preta

– Vermelha e branca

– Vermelha (Apenas 15 lutadores chegaram até aqui!)

– Nos anos 10, o mestre Sack Miura ensinava judô para a Marinha brasileira. Mas perdeu o emprego – e abandonou a luta – ao ser derrotado por um capoeirista

– O judô foi inspirado em estilos de jiu-jitsu antigo: o Tenshin-Shinyo-Ryu, com muita luta de solo, e o Kito-Ryu, com mais golpes de projeção

FONTE Confederação Brasileira de Judô, International Judo Federation

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.