Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Por que temos que ficar sério em fotos para documentos?

Não existe uma legislação exigindo a expressão séria - mas ela deixa os músculos mais relaxados e o rosto mais parecido com nossa aparência "normal"

Por Thais Sant'ana
Atualizado em 22 fev 2024, 10h18 - Publicado em 15 dez 2016, 15h34
3x4
(Pablo Mayer)

 

Na verdade, não existe lei exigindo seriedade em fotos de RG, carteira de motorista, passaporte etc. Hoje em dia, a recomendação é apenas “manter o bom senso” em fotos de documentos, para evitar problemas na hora de procurar emprego, viajar…

Caretas exageradas podem dificultar o processo de identificação visual – que, afinal, é o grande objetivo dos documentos com fotos. Sorrisos largos podem alterar, por exemplo, o formato da boca, o delineamento das bochechas, o arqueamento da sobrancelha e a abertura das pálpebras (os olhos ficam mais fechadinhos). Já a cara “séria” deixa os músculos da face relaxados, ou mais próximos da nossa aparência “normal”.

 

+ Em que situação foi tirada a clássica foto de Albert Einstein com a língua para fora?

+ Como foi inventada a fotografia?

 

O hábito de se tirar fotos com o rosto sério também tem uma raiz histórica: no passado, os retratos demoravam horas e era difícil manter o sorriso. 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.