Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Quais foram as ultrapassagens mais incríveis da F-1?

O maior pega na história da categoria mais importante do automobilismo rolou entre o francês René Arnoux e o canadense Gilles Villeneuve, no GP da França de 1979. A prova aconteceu no antigo circuito de Dijon. Os pilotos disputavam o segundo lugar (disparado na frente ia o companheiro de equipe de Arnoux, Jean-Pierre Jabouille) e […]

Por Tiago Jokura Atualizado em 4 jul 2018, 20h28 - Publicado em 18 abr 2011, 11h08

O maior pega na história da categoria mais importante do automobilismo rolou entre o francês René Arnoux e o canadense Gilles Villeneuve, no GP da França de 1979. A prova aconteceu no antigo circuito de Dijon. Os pilotos disputavam o segundo lugar (disparado na frente ia o companheiro de equipe de Arnoux, Jean-Pierre Jabouille) e trocaram de posição seis vezes nas três últimas voltas da corrida. Após manobras perigosas, com os carros tocando rodas e escapando da pista, Villeneuve levou a melhor e assumiu a vice-liderança do Mundial na metade do campeonato.

Corrida maluca

Trecho final do GP da França de 1979 foi um dos mais emocionantes da categoria

1. A 80ª volta começa com Arnoux e sua Renault ultrapassando a Ferrari de Villeneuve. Teoricamente, a vantagem seria do carro francês, graças ao motor turbo que a equipe tentava emplacar na F-1

2. Após dividirem a curva Villeroy, Arnoux sai da pista no “S” de Sabeliers. Villeneuve chega a ultrapassá-lo, mas na segunda curva, Arnoux arrisca e bate rodas com a Ferrari para manter a posição

3. Arnoux bobeia e Villeneuve avança por dentro na curva Parabólica. Os dois quase se tocam mais uma vez, mas o canadense toma a frente definitivamente. É a quarta ultrapassagem entre os rivais na volta final do GP

4. A Ferrari cruza a linha de chegada menos de um quarto de segundo à frente da Renault. A segunda posição no GP foi a mesma em que Jaques Villeneuve terminou o campeonato, como vice-campeão mundial

Racha caseiro

O então bicampeão Nelson Piquet rebolou para ultrapassar o novato Senna em 1986

1. Na 9ª volta do GP da Hungria, Nelson Piquet tentou a ultrapassagem no fim da reta dos boxes. Sua Williams até ficou na frente, mas derrapou no meio da curva e permitiu o troco de Senna, que defendia a liderança da corrida

Continua após a publicidade

2. Duas voltas depois, no mesmo ponto da pista, Senna deixa o lado de fora para Piquet, que entra na curva derrapando, sem perder o controle do carro. Para o tricampeão Jackie Stewart, a manobra foi como “dar um looping com um Boeing 747”

Passando por cima

Confira outras ultrapassagens históricas

Senna sobre 4 pilotos na 1ª volta, GP da Europa, 1993

VÍDEO – abr.io/senna

Hakkinen sobre Schumacher, GP da Bélgica, 2000

VÍDEO – abr.io/hakkinen

Barrichello sobre Schumacher, GP da Hungria, 2010

VÍDEO – abr.io/barrichello

CONSULTORIA Equipe de jornalistas do site Grande Prêmio (www.grandepremio.com.br)

Continua após a publicidade
Publicidade