GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Em que hora acontecem mais enfartes?

O pico de atividade no organismo torna a manhã a maior inimiga dos corações à beira de um ataque

“Deus ajuda quem cedo madruga” e, dependendo do organismo do madrugador, a intervenção divina se faz necessária. É entre as 6 e o meio-dia que ocorrem 50% dos piripaques no coração.

Durante a manhã, nosso sistema cardiovascular sofre uma sobrecarga de cortisol e adrenalina. Apesar de nos deixarem mais dispostos, esses hormônios aumentam a pressão arterial e aceleram a frequência cardíaca. “A ação do cortisol e da adrenalina favorece a formação de placas de gordura nas artérias”, explica o cardiologista Marco Antônio de Mattos, do Instituto Nacional do Coração.

Já o dia de maior risco para o coração é a segunda-feira. A conclusão é de um estudo da USP: de 173 mil internações por ataques do coração registradas entre 1987 e 1996 em 17 hospitais, desproporcionais 20% foram no primeiro dia útil da semana. “A chegada da segunda-feira funciona como um gatilho, que desencadeia problemas cardíacos, como arritmias, anginas e tromboses. Isso se deve ao estresse físico e emocional provocado pela transição de um período de descanso e relaxamento para outro, de tensão e ansiedade”, afirma o coordenador do estudo, o cardiologista Juan Yazlle Rocha.

Antes que os hipocondríacos comecem a imaginar ataques cardíacos ao acordar, vale lembrar que, para sofrer um enfarte ao raiar do dia, valem os mesmos fatores de risco de todas as outras horas. Hipertensão, diabetes, colesterol alto, tabagismo, sedentarismo e histórico familiar continuam contando mais do que o estado hormonal matinal.

Acorda bamba
Entenda por que metade dos ataques cardíacos ocorrem de manhã

1. Pro dia nascer feliz
Nos estágios finais do sono, nosso organismo se prepara para o dia que virá. Uma das medidas é enviar adrenalina e cortisol para circular pelo corpo.

2. Coração ligado, beat acelerado

Esse par de hormônios dá gás para encarar a jornada. No sistema cardiovascular, eles provocam aumento da pressão arterial e aceleração da frequência cardíaca.

3. Ponto fraco

Em pessoas com o coração baleado, a combinação de pressão alta e batimentos acelerados pode ser fatal, pois favorece a formação de placas de gordura nas vias cardíacas, principal causa de infartos.Hora marcada
O gráfico à esquerda mostra a distribuição dos enfartes por hora do dia. Metade deles se concentra em 1/4 do dia, das 6 h ao meio-dia.

Fonte: Instituto Nacional de Cardiologia