GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Ideia 94: Viver mais, porém melhor

Criar condições para uma velhice ativa e saudável é fundamental para o futuro, porque a população idosa é a que mais cresce no mundo. Em 2050, os idosos serão 20% da população mundial - e você será um deles

André Bernardo

Nos anos 1950, a média de expectativa de vida do brasileiro era de 43 anos. Hoje, ela chega aos 73. E isso é bom. O problema é que o país não sabe o que fazer com seus 23,5 milhões de idosos. Mas fazer alguma coisa não é só resolver o déficit da Previdência e garantir uma boa aposentadoria para os velhinhos. Ao contrário, é garantir que eles permaneçam “na ativa”.

“Precisamos mudar esse preconceito de achar que todo idoso é incapaz ou gagá”, diz o brasileiro Alexandre Kalache, ex-diretor do Programa de Envelhecimento da Organização Mundial de Saúde (OMS). “É preciso dar oportunidades para os idosos participarem da sociedade. Caso contário, eles vão ficar presos dentro de casa, deprimidos.” Para dar essa rejuvenescida na terceira idade, Kalache reivindica o que chama de “envelhecimento ativo”: saúde, educação, participação e segurança.

A médica canadense Gloria Gutman, especialista da OMS, chama a atenção para outro benefício dessa mudança. “Cuidar dos mais velhos é uma questão de direitos humanos. Mas economicamente também faz sentido. Idosos que permanecem saudáveis e ativos não exigem tanto do sistema social e de saúde.” No Brasil, apenas 63% dos idosos continuam no mercado de trabalho, segundo o IBGE. No mundo, são 47%. Para Laura Machado, médica da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, o desafio é provar que pessoas com mais de 60 anos podem sim estar no auge. E cita o exemplo de Oscar Niemeyer, que continuou trabalhando até os 104 anos. “Viver mais não é o suficiente. O importante é viver mais e melhor.”

Eles vão dominar
O Brasil ainda tem poucos idosos, comparado com os países desenvolvidos. Mas a fração das pessoas com mais de 60 anos não para de crescer e deve chegar a 29% do total de brasileiros em 2050 2. Nesse ano, 80% dos idosos estarão em países em desenvolvimento, 3 os menos preparados para cuidar dessa população.

Percentual de idosos no Brasil:
1960
– 4,7%

2000 – 9%

2010 – 11%

2013 – 12%

2020 – 15%

2040 – 27%

2050 – 29%

Fontes: IBGE, IPEA. UNFPA, Ageing in the 21st Century, 2012.

Imagem: GettyImages