Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

O verdadeiro preço da baunilha

Produzimos uma minissérie de 4 vídeos sobre uma das especiarias mais caras do mundo: a baunilha, comercializada a R$ 2 mil por quilo na cena gourmet mundial – inclusive no Brasil. O custo social, porém, é altíssimo: mortes de camponeses e pouco dinheiro para quem passa dez meses do ano cultivando o produto

Por Fellipe Abreu (vídeo) e Henrique G. Hedler (texto) Atualizado em 20 mar 2018, 18h11 - Publicado em 19 mar 2018, 19h01

A SUPER passou 20 dias em Madagascar, maior produtor e exportador mundial de baunilha para registrar o dia a dia dos camponeses envolvidos no cultivo de uma iguaria valiosíssima, exportada por mais de R$ 2 mil reais o quilo.

Você vai ver, a seguir, como a baunilha é produzida – e como os camponeses faturam pouco diante dos exportadores e compradores finais –, e como a violência associada ao mercado da especiaria tem deixado um rastro de morte e diminuído a qualidade da melhor baunilha do mundo. 

 

Parte 1 – Como nasce uma das especiarias mais caras do mundo

Madagascar produz mais da metade da baunilha mundial – mais de mil toneladas ao ano. E os camponeses que passam dez meses do ano cuidando da safra não veem a cor do dinheiro que ela rende aos exportadores.

 

Parte 2 – A vida de Kung Leng, um fazendeiro de baunilha em Madagascar

Dez meses de trabalho incessante na floresta e a ameaça constante de ter sua colheita roubada antes da venda para os exportadores – o que tem prejudicado a qualidade inigualável do produto.

Continua após a publicidade

 

Parte 3 – A batalha pelo ouro negro em Madagascar

Como o crime tem aterrorizado a vida dos produtores em Madagascar – e feito a qualidade da melhor baunilha do mundo despencar.

 

Parte 4 – O lado amargo da baunilha

Famílias de camponeses em Madagascar faturam R$ 1.500 reais por ano (R$ 125 ao mês) com a colheita da baunilha. O produto é exportado a R$ 2 mil reais por quilo para a cena gourmet mundial. Quem fatura com esse mercado injusto?

CRÉDITOS:
Roteiro: Thays Prado
Produção: Henrique G. Hedler
Direção de Fotografia: Fellipe Abreu
Direção: Fellipe Abreu e Henrique G. Hedler
Edição: Vitor Pessoa

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da Super! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 12,90/mês