GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

A volta do celular flip

Ele tem tela de 6,2 polegadas, tão grande quanto a de um iPhone 11. Mas, quando está fechado, fica com a metade do tamanho. Veja por que o Moto Razr pode revolucionar o mercado de smartphones.

Nos anos 1990, todo mundo queria ter um celular StarTAC, da Motorola. E a evolução dele, batizada de Razr, se tornou símbolo de status na década de 2000. Mas a chegada do iPhone, em 2007, varreu do mapa os celulares flip. Agora, a empresa usou a tecnologia de telas dobráveis para reinventar o Razr – que está voltando ao mercado.



 (divulgação/Divulgação)

  1. Sensor de impressões digitais
  2. Câmera

Além da tela OLED interna, que tem 6,2 polegadas e densidade de 373 ppi (pixels por polegada), mais alta que a do iPhone, o novo Motorola tem uma telinha externa, de 2,7”, que serve para ver notificações, controlar músicas ou tirar selfies quando o celular está fechado – e fica com apenas 9 cm de comprimento. O novo Razr tem sensor de impressões digitais, câmera de 16 megapixels, 6 GB de RAM e 128 GB de capacidade, e vai custar US$ 1.500 nos Estados Unidos.