GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Acelera, mané!

Darius Ross

Chefia, não vou mentir: a palavra de ordem aqui é realismo. O terceiro episódio da série “Gran Turismo” demandou três anos de desenvolvimento. Resultado? Gran Turismo 3 A-Spec (Playstation 2) é o melhor simulador de automóveis da história. São 20 circuitos e mais de 180 carangos de montadoras como Audi, Chrysler, Ford, Mercedes, Toyota e Volkswagen. Os veículos são idênticos aos originais e, não bastassem os modelos convencionais e até protótipos, também há seis máquinas de F-1, quatro delas em homenagem ao tricampeão mundial Ayrton Senna.

GT3 é excelente. A maestria gráfica é percebida desde o belo paisagismo das pistas aos detalhes das máquinas. Enquanto no ambiente se nota a distorção de imagens próximas do asfalto quente e o chão escorregadio após as chuvas, nos automóveis percebe-se facilmente a vermelhidão nos discos de freio aquecidos.

Em GT existem até provas para averiguar sua destreza atrás do volante. Só dirigem nas competições pilotos com habilitação. E dá até para trocar o óleo!

Tudo sob controle

O joystick GT Force, da Logitech, foi desenvolvido para a série “Gran Turismo”. O volante é emborrachado, traz pedais metálicos e câmbio-borboleta (como nos F-1). Para aumentar o realismo, ele vibra e permite sentir simulações de motores potentes ou mesmo batidas.

Como de verdade, enquanto se faz uma curva, a física exerce a força centrífuga e, como resultado, os comandos endurecem e forçam o volante. Outra coisa: ao manobrar em superfícies pouco aderentes, como asfalto molhado, a direção cambaleia.