Clique e Assine por apenas 6,90/mês

China desenvolve radar quântico

Aparelho promete detectar qualquer objeto - até caças de guerra “invisíveis”.

Por Bruno Garattoni - Atualizado em 2 mar 2020, 20h46 - Publicado em 20 set 2017, 13h02

Se você apontar um raio laser para um cristal de bário, os fótons (partículas de luz) vão atravessar aquele cristal aos pares: um vai para a esquerda, outro para a direita.

Por razões que a ciência ainda não explica, os pares de fótons ficam emaranhados, ou seja: tudo o que você fizer com um se reflete imediatamente no outro, esteja ele onde estiver.

Cientistas chineses tiveram a ideia de usar essa propriedade da física quântica para criar um radar. Ele gera grande quantidade de fótons emaranhados, mas só dispara metade deles.

Os fótons se propagam pelo ar, num feixe, até bater em alguma coisa (um avião de guerra, por exemplo). Quando isso acontece, eles mudam de trajetória – e os outros fótons, que ficaram guardados no laboratório, imediatamente se alteram, revelando o tamanho e o formato do objeto.

Continua após a publicidade

Segundo os chineses, o radar quântico tem alcance de 100 km.

Publicidade