Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Cientistas criam primeira arma contra deepfakes

Vídeos forjados assustam a internet; mas há uma esperança contra eles

Por Bruno Garattoni Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 26 out 2018, 15h18 - Publicado em 29 Maio 2018, 09h50

“Esta é uma época perigosa. Nós temos de ser mais cuidadosos com o que vemos na internet”, disse Barack Obama, ex-presidente dos EUA, num vídeo publicado no YouTube.

O clipe viralizou, foi acessado por quase 4 milhões de pessoas. Mas ele não é real. Trata-se de um deepfake: um vídeo falso, produzido por um aplicativo de inteligência artificial (ele tem esse nome porque usa técnicas de deep learning, em que o computador aprende sozinho, por tentativa e erro, a simular o rosto de alguém).

Os deepfakes surgiram em janeiro, quando foram usados para inserir os rostos de celebridades em cenas pornô, e desde então vêm causando receio – a falsificação de vídeos de políticos, por exemplo, poderia ter consequências sociais graves.

Mas cientistas da Universidade de Munique, na Alemanha, criaram a primeira arma contra eles: outro programa de inteligência artificial, o XceptionNet, que foi alimentado com mil deepfakes e aprendeu a reconhecer detalhes microscópicos, invisíveis a olho nu, que diferenciam um rosto real de um simulado digitalmente. Ele é bem preciso: reconhece a falsificação em 84% a 96% dos casos.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.