Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Como será o voo de Jeff Bezos ao espaço

O dono da Amazon e fundador da Blue Origin participará do primeiro lançamento tripulado da empresa, no dia 20 de julho. Viagem será feita sem piloto e vai durar 11 minutos, três dos quais em microgravidade

Por Carolina Fioratti Atualizado em 7 jun 2021, 17h02 - Publicado em 7 jun 2021, 17h00

Nesta segunda-feira (7), Jeff Bezos anunciou em sua conta no Instagram que estará entre os membros do primeiro voo tripulado da Blue Origin, sua empresa aeroespacial, programado para o dia 20 de julho. A data do voo já havia sido divulgada em maio, mas o nome dos tripulantes não. Mark Bezos, irmão do empresário, ocupará a segunda cadeira da espaçonave, enquanto uma terceira vaga está sendo leiloada. 

O voo em si será bem rápido: cerca de 11 minutos. Os tripulantes viajarão no foguete New Shepard – que recebe este nome em homenagem a Alan Shepard, primeiro americano a ir para o espaço, em 1961. Após o lançamento, a espaçonave subirá cerca de 75 quilômetros até que a cabine com os membros se solte do impulsionador. Depois disso, continuará sua trajetória até atingir cerca de 100 quilômetros de distância do nível do mar, altitude conhecida como linha de Karman, em que é marcada a fronteira entre a atmosfera terrestre e o espaço. 

Por cerca de três minutos, os tripulantes poderão desafivelar seus cintos e sentir a microgravidade (quando há ausência de peso). Depois, a nave seguirá seu destino rumo à Terra, onde pousará com auxílio de um paraquedas e um retrofoguete. Esse tipo de voo, em que a nave apenas alcança o espaço e volta, é chamado de suborbital. Apesar da viagem rápida, os passageiros poderão ter um vislumbre da Terra vista de cima, observando sua curvatura. De acordo com o site da Blue Origin, a vista será privilegiada, já que a nave será equipada com “as maiores janelas que já voaram no espaço”.

  • Não pense que você verá Jeff Bezos em trajes de astronauta: a cápsula é totalmente pressurizada, o que permite aos tripulantes usarem roupas mais confortáveis. Ela também é espaçosa, tendo lugar para seis pessoas em suas cadeiras de couro reclináveis. Os tripulantes passarão por três dias de treinamento antes do lançamento.

    Tripulantes dentro da nave da Blue Origin.
    Blue Origin/Reprodução

    A New Shepard já passou por 15 missões de teste, mas nenhuma delas levava passageiros. O veículo é autônomo, ou seja, não precisa de piloto. Jeff e Mark Bezos estão confirmados para a primeira viagem tripulada, e um terceiro nome deve ser divulgado em breve. A vaga extra está sendo leiloada na internet, e a licitação tem fim programado para o dia 12 de junho. O lance atual está na casa dos US$ 3,2 milhões (cerca de R$ 16 milhões), valor que deve ser doado ao Club for the Future, uma organização sem fins lucrativos da Blue Origin que promove o ensino de matemática e ciências.

    A Blue Origin, fundada em 2000, está há anos se preparando para dar início ao seu programa de turismo espacial. Agora, parece que o projeto está prestes a deslanchar. Jeff Bezos, que também fundou a Amazon, anunciou que irá deixar seu cargo de chefe executivo na empresa de tecnologia no dia 5 de junho. O empresário passará para o cargo de chairman executivo, agindo mais como consultor estratégico da empresa. Andy Jassy, atual chefe da divisão de computação em nuvem da Amazon, assumirá o papel de Bezos. Bezos justificou a mudança dizendo que gostaria de investir mais tempo e paixão em outros projetos, o que inclui a agência aeroespacial.

    Continua após a publicidade
    Publicidade