Clique e Assine por apenas 8,90/mês

Imagens do corpo made in Brazil

Instituto de Física e Química da USP, campus de São Carlos, está construindo o primeiro tomógrafo nacional.

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h51 - Publicado em 31 dez 1990, 22h00

Capazes de fornecer imagens detalhadíssimas do corpo humano em diversos ângulos, os aparelhos de ressonância magnética já se tornaram indispensáveis no diagnóstico de tumores e alterações metabólicas do organismo. Mas, apesar de caros, os hospitais brasileiros costumam importá-los, por falta de opção. Agora, o Instituto de Física e Química da Universidade de São Paulo, campus de São Carlos, estão construindo o primeiro tomógrafo nacional, que será inaugurado em setembro desse ano no Hospital Universitário. “Estamos usando um campo magnético mais alto do que o dos tomógrafos comuns para a realização dos exames” informa o físico Horácio Panepucci, coordenador da equipe construtora do aparelho. “Por isso, será possível obter imagens com melhor definição do que a dos aparelhos importados.” O físico explica que o equipamento brasileiro permitirá a realização de exames de espectroscopia localizada e assim será possível a identificação de alterações químicas nos tecidos. Segundo ele afirma, “trata-se de uma das mais modernas técnicas de diagnóstico, ainda em fase de estudos. Nosso trabalho é similar àqueles que estão sendo desenvolvidos nos grandes centros de pesquisa de outros países”.

Publicidade