GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Joystick telepático

Você compra um game, vai correndo pra casa jogar. Só que aí a ansiedade vira frustração: haja paciência para decorar todos os comandos ¿ um joystick moderno, afinal, chega a ter 15 botões

Texto Bruno Garattoni

Você compra um game, vai correndo pra casa jogar. Só que aí a ansiedade vira frustração: haja paciência para decorar todos os comandos – um joystick moderno, afinal, chega a ter 15 botões. Mas e se desse para aposentar o controle e jogar usando só a “força da mente”? É isso que um acessório recém-criado promete. É o Epoc, da americana Emotiv. Você coloca o bicho na cabeça e aí basta pensar para controlar os games – você imagina um gesto e o bonequinho do jogo obedece. “O sistema monitora a atividade elétrica no córtex cerebral”, diz o americano Randy Breen, diretor da Emotiv. Ou seja: o Epoc é uma versão caseira dos aparelhos de eletroencefalograma (EEG), usados em hospitais e pesquisas científicas. A diferença é que, enquanto os EEGs são uma maçaroca cheia de eletrodos, o Epoc é uma touquinha sem fios, com apenas 16 sensores. A Emotiv não dá detalhes sobre como ele traduz os impulsos elétricos do cérebro em movimentos na tela. Mas a coisa funciona. Num vídeo de demonstração que a Emotiv divulgou recentemente, o jogador acompanha seus pensamentos com gestos: para dar um soco virtual, por exemplo, ele mexe o braço. Ué… mas o Epoc não é um joystick 100% mental? Pra que mexer o braço? Segundo a Emotiv, não é necessário. “Isso só deixa a coisa mais fácil, ajuda a visualizar mentalmente o gesto”, diz Breen. O Epoc, que chega em 2008, não tem preço definido. Mas a empresa diz que será “acessível aos fãs de videogame”. Agora é fazer pensamento positivo para isso acontecer.