GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Não é um cérebro, é uma supernova

Veja abaixo a violência de uma supernova, explosão de uma estrela gigante, numa simulação por computador construída pelo astrônomo Adam S. Burrows, da Univesidade do Arizona.

O que sobrou da explosão está na área preta. É uma estrela de nêutrons, feita de partículas subatômicas e, portanto, extremamente densa.

As setas indicam as direções em que viaja o material da estrela ejetado pela explosão. Seu poder equivale a 100 000 trilhões de trilhões de megatons de dinamite por segundo.

As manchas amarelas e avermelhadas mostram o percurso de bolhas de gases quentes, que viajam a velocidade superior a 15 000 quilômetros por segundo.