GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O que é o Solid, o novo projeto do criador da internet

Imagine uma internet integrada e totalmente segura. É isso que ele propõe.

Já faz um tempo que Tim Berners-Lee, o criador da world wide web (e, por consequência, da internet global), não está feliz com os rumos que sua invenção tem tomando. E por isso ele resolveu agir. Em um post chamado “Um Pequeno Passo para a Web…”, o físico do MIT faz um grande desabafo:

“Eu sempre acreditei que a internet é para todos. É por isso que eu e outros brigamos ferozmente para protegê-la. As mudanças que conseguimos trazer criaram um mundo melhor e mais conectado. Mas, apesar de tudo de bom que alcançamos, a web evoluiu para uma máquina de desigualdade e divisão; controlada por forças poderosas que a usam para seus próprios objetivos. Hoje, acredito que alcançamos um ponto crítico, e que essa mudança poderosa para melhor é possível – e necessária.”

Depois do textão, o cientista finalmente apresentou sua ideia para a mudança: uma nova plataforma chamada Solid. Ela é uma espécie de “web descentralizada”, criada para fornecer mais poder aos usuários, que terão total controle de suas próprias informações. De acordo com Berners-Lee, isso vai fazer com que os usuários não fiquem na mão das grandes corporações da internet, que possuem os dados de praticamente todos os usuários do mundo.

A plataforma funciona como se fosse um grande armazenador integrado. Dentro dela, você terá aplicativos que obedecem a uma única regra: os dados do usuário são exclusivamente dele — e ele só compartilha se quiser.

Dentro do que a plataforma chama de “Solid POD”, ficarão todas suas fotos, comentários, contatos em seu catálogo de endereços, eventos da agenda e até mesmo quantas milhas você anda diariamente com seu rastreador de condicionamento físico. Esses dados integrados estarão em um ecossistema completo e totalmente inteligente. Por exemplo, as coisas salvas em um aplicativo estão disponíveis também em outro, as senhas serão compartilhadas, tudo oferecendo comodidade e segurança — você não precisará sincronizar nada, porque os dados são seus e estão seguramente guardados.

“As pessoas querem ter uma internet em que possam confiar. As pessoas querem aplicativos que os ajudem a fazer o que querem e precisam fazer — sem espioná-los. Aplicativos que não têm um motivo oculto para distraí-los com proposições para comprar isso ou aquilo. As pessoas vão pagar por esse tipo de qualidade e garantia. Por exemplo, hoje as pessoas pagam pelo armazenamento em locais como o Dropbox. Há uma necessidade do Solid, da abordagem diferente e benéfica que ele proporcionará”, afirmou Berners-Lee no anúncio da plataforma.

Mas isso tudo é um projeto bem ambicioso e pode não ir pra frente. Tentar “consertar a internet” é algo complexo e que vai exigir muito. Por que desenvolvedores de aplicativos se interessarão por uma plataforma em que eles não terão acesso a nenhum dado de seus usuários? Nem a um endereço de email sequer? Querendo ou não, as pessoas já possuem dados integrados usando plataformas como o Google ou iCloud, que oferecem ferramentas compartilhadas — no caso do Google, por exemplo, temos Drive, Gmail, Documentos, Fotos, Planilha etc. Só que, claro, hoje os usuários são reféns das grandes marcas.

Mesmo assim, Berners-Lee acredita que as pessoas precisam e querem uma maior segurança. E está otimista. “Vai ser preciso muito esforço para construir a Solid e impulsionar uma ampla adoção, mas acho que temos energia suficiente para levar o mundo a um novo ponto de inflexão”.

Para se dedicar ao projeto, o cientista se afastou do MIT (onde lecionava) e ficará à frente de uma empresa recém-fundada chamada “Inrupt Inc”, a responsável por orientar “o próximo estágio da web”, nas palavras dele. A função primordial da empresa será viabilizar todo o projeto e transformar o Solid em um produto realmente comercial. Ou seja, ela será a responsável por encontrar formas de fazer o Solid sobreviver sem acabar com seus princípios de segurança, além de ajudar a proteger a qualidade da nova web construída na Solid.

No próprio site da Solid você pode conferir mais informações sobre a plataforma. Se ela vai revolucionar a internet ou não já são cenas dos próximos capítulos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s