Clique e Assine por apenas 8,90/mês

Qual é a diferença entre o cristal e o vidro?

diferença está nos elementos químicos que compõem essa estrutura¿, afirma Oscar Peitl Filho, professor de engenharia de materiais da Universidade Federal de São Carlos.

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h34 - Publicado em 31 jul 2001, 22h00

(Rodrigo de Almeida Coelho Macedo, via internet)

Antes de mais nada, é preciso evitar confusão entre o chamado vidro cristal – material utilizado para a fabricação de lustres, taças e copos mais refinados – e o cristal propriamente dito, aquele tipo de mineral encontrado na natureza que abrange tanto o diamante quanto o quartzo. “O vidro cristal e o vidro comum têm uma estrutura molecular de desenho praticamente idêntico: a diferença está nos elementos químicos que compõem essa estrutura”, afirma Oscar Peitl Filho, professor de engenharia de materiais da Universidade Federal de São Carlos. Também conhecido como vidro de cal-soda ou soda-cal, o vidro comum é feito de areia (sílica), soda (óxido de sódio), cal (óxido de cálcio) e óxido de alumínio. Já na composição do vidro cristal entram apenas a sílica e o óxido do chumbo, substância que dá mais brilho e maior peso ao produto.

Sutil distinção

Detalhe químico separa o vidro comum do cristal

1 – A estrutura molecular de ambos os materiais tem o mesmo desenho

2 – O principal componente dos dois é a areia, ou sílica (SiO2). Os outros ingredientes é que variam.

Continua após a publicidade

3 – O vidro comum combina a sílica com óxido de sódio (Na2O), óxido de cálcio (CaO) e óxido de alumínio (Al2O3),

4 – O cristal acresce à sílica apenas o óxido de chumbo (Pb2O3)

Publicidade