Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Tech: os 4 produtos mais interessantes de julho

O celular com microscópio, um aspirador que analisa a poeira, a picape elétrica que supera qualquer Tesla - e o microcarregador que alimenta smartphone e notebook

Por Bruno Garattoni 15 jul 2021, 10h33

Até 730 km de autonomia 

É o alcance máximo da picape elétrica Ford F-150 Lightning, que está sendo lançada nos EUA (US$ 50 mil). A Ford cita uma autonomia menor, de “apenas” 480 km, mas isso é transportando 450 kg de carga na caçamba do veículo. Quando ele só está levando passageiros, seu alcance é muito maior – e supera qualquer carro da Tesla em quase 100 km. A F-150 também pode ser usada como uma bateria gigante, capaz de alimentar uma residência por até uma semana.

Foto do aspirador V15 Detect.
Dyson/Reprodução

Aspirador com laser

O V15 Detect, da marca inglesa Dyson, projeta um laser sobre as superfícies aspiradas – para que você veja se estão realmente limpas ou sobrou algum pó. Ele também tem um sensor que mede, 15 mil vezes por segundo, a quantidade e o tamanho das partículas de poeira que está sugando. O aspirador mostra essa informação numa telinha e também se adapta a ela: quando a quantidade de partículas aumenta, o motor dele (que alcança 125 mil RPM) acelera automaticamente. Custa US$ 700.

Foto de 4 celulares Oppo Find X3 Pro, com um zoom da câmera.
Oppo/Reprodução

Um smartphone com microscópio

O Oppo Find X3 Pro (US$ 1.300) tira fotos de 50 megapixels e filma a até 480 quadros por segundo, o dobro do iPhone. Mas o mais interessante é que uma das suas quatro câmeras funciona como microscópio: é capaz de focar objetos muito de perto, a apenas 3 mm, e ampliá-los em 60x. É o suficiente para ver o interior de cristais de açúcar, a textura de um fio de cabelo, os poros da pele, as fibras da roupa e outras coisas infinitesimais. 

Foto de dois carregadores Anker Nano II.
Anker/Reprodução

Nitreto de gálio (GaN)

Esse é o segredo do carregador Anker Nano II, que é bem pequeno (tem o tamanho de duas caixas de fósforos), mas fornece 65 watts de energia, o suficiente para alimentar  notebook e smartphone. Ou seja: agora você só precisa levar um carregador consigo por aí. O nitreto de gálio suporta voltagens mais altas e gera menos calor, e é usado nos transistores do Nano II – que, graças a isso, conseguem entregar mais corrente elétrica. O carregador é compatível com iPhone, iPad, MacBook (Air e Pro), celulares Samsung e Sony e notebooks Dell, HP, Lenovo e Microsoft.

Continua após a publicidade
Publicidade