GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Tech: os 4 produtos mais interessantes do mês de junho

Um sensor que ajuda a manter o foco, o notebook com um buraco no meio, os fones de ouvido de 200 volts - e o gadget que usa micróbios para gerar eletricidade

Para manter o foco

O sensor FOCI (US$ 100) mede 4,5 cm, pesa 10 gramas, e fica preso na cintura da sua calça. Ele monitora a sua respiração, e a partir disso deduz se você está concentrado ou não – se você perder o foco, o gadget vibra para alertar (e dá dicas de concentração por meio de um app). A técnica foi comprovada por dois estudos científicos.

 

 (Acer/Divulgação)

O notebook com um buraco

O teclado do Acer Helios 700 (preço não divulgado) desliza para a frente. Isso abre um vão de quase 15 cm no corpo do notebook, o que melhora muito a ventilação dos componentes e permite que ele use a placa de vídeo GeForce RTX2080: a mais potente do mercado, até hoje só empregada em PCs de mesa.

 

 (Shure/Divulgação)

200 volts no ouvido

Essa é a corrente elétrica que circula dentro dos fones Shure KSE1500, os primeiros portáteis com o sistema eletrostático – em que o som é produzido por uma membrana eletricamente carregada. Essa tecnologia, que proporciona qualidade de som incomparável (e é totalmente segura), é a mesma usada no Sennheiser HE-1, o fone de ouvido mais caro do mundo (US$ 50 mil). O Shure não custa tanto, mas também não é barato: US$ 3 mil.

 

 (Mud Watt/Divulgação)

Energia suja

Encha a vasilha MudWatt (US$ 40) com terra, conecte dois fios, e se surpreenda com o resultado: energia elétrica, gerada “do nada”. Isso acontece porque as bactérias dos gêneros Geobacter e Shewanella, presentes no solo, produzem eletricidade, que é captada pelos eletrodos do MudWatt. Bem pouquinho, apenas 50 microwatts – o suficiente para alimentar um relógio digital. Mas é divertido.