GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Tudo ao alcance de todos

O cineasta Clóvis Vieira, diretor de Cassiopéia, joga suas fichas na democracia digital.

“O ciberespaço abre uma nova era para a criação artística. Durante toda a História, o homem sempre esteve envolvido com duas realidades básicas: a mental e a física. A informática introduziu uma realidade intermediária, a virtual. Usando-a, compartilhamos nossa imaginação com a coletividade, criando formas, desenvolvendo estéticas, pesquisando padrões, eliminando caminhos, simulando o futuro. Com isso, o conhecimento se democratiza, diminuindo a distância que separa as sociedades mais desenvolvidas dos países em desenvolvimento. Creio que a realidade virtual propiciará, já na próxima década, uma revolução cultural. O conhecimento deixará de ser manipulado pelas elites e passará ao controle da população. Qualquer pessoa poderá, digitalmente, expor sua opinião, escrevendo livros, gravando músicas, produzindo filmes e divulgando-os ao mundo através do ciberespaço. E ainda será remunerada por isso. A produção cultural será acelerada e sairá do controle dos proprietários das grandes mídias, que determinam os caminhos da criação. Terá início a era do autor, em que o mundo se curvará à sua inteligência.”