Clique e assine a partir de 5,90/mês

O que acontece no cérebro de quem perde as mãos

O cérebro de pessoas que precisam usar os dedos do pé para tarefas diárias pode mapeá-los como se fossem dedos da mão. Confuso? Calma que a gente explica.

Por Rafael Battaglia - 8 out 2019, 16h23

Usamos as mãos para quase tudo. É só parar um pouco e pensar o quão dependentes somos delas no dia-dia: para escovar os dentes, dirigir, cozinhar, praticar esportes e até para escolher aquela figurinha no WhatsApp.

Por conta disso, cada um dos nossos dedos possui uma região correspondente no cérebro. Esse mapeamento cerebral superespecífico torna o controle de todos os pedacinhos articulados da mão muito mais preciso.

Mas o que acontece com quem não tem esses membros? Um estudo mostrou que, em pessoas que precisam usar os pés para tarefas diárias, como escovar os dentes (e até pintar, no caso de artistas), os dedos do pé acabam substituindo os das mãos, ocupando a mesma área cerebral.

Publicidade