Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Oráculo Por aquele cara de Delfos Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail bruno.vaiano@abril.com.br.

O que é a cedilha (ç)?

Embora decore uma consoante, ela é um sinal diacrítico, como os acentos grave e agudo e o til. Sua história começa no Espanhol, com uma letra que não existe mais.

Por Bruno Vaiano Atualizado em 8 jul 2021, 09h36 - Publicado em 8 jul 2021, 09h24

Ela é um sinal diacrítico. Mesma classificação do acento agudo, do acento grave, do til e do extinto (e saudoso) trema. Todos têm a função de sinalizar modificações na maneira usual de pronunciar uma determinada letra.

A cedilha surgiu em espanhol no século 11, embora não seja mais usada no idioma. O nome vem de zedilla, diminutivo de zeta, que é o nome da letra “z” no alfabeto dos hermanos. A explicação é que, originalmente, o “ç” era uma letra ibérica arcaica chamada “z visigótico”.

Ela tinha o formato que você vê aqui embaixo – lembra um “c” e um “z” empilhados.

Com o tempo, a parte do “z” atrofiou e virou o rabinho no “c”. Originalmente, o “ç” representava um som similar ao “th” (como no inglês three). Esse som, feito na pontinha da língua, não existe em português.

Pergunta de @icafreitas, via Instagram.

Continua após a publicidade
Publicidade