Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Oráculo Por aquele cara de Delfos Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail bruno.vaiano@abril.com.br.

Quantas vezes um órgão pode ser transplantado?

Via de regra, uma só. Mas já rolaram retransplantes bem sucedidos em caráter experimental.

Por Luisa Costa 16 jun 2021, 10h50

Em geral, uma vez só. Há apenas alguns casos raros de órgãos que passaram por três corpos de maneira bem-sucedida. Em 2017, o cirurgião Jeffrey Veale, da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA), deu um terceiro dono a três rins. O procediemento, realizado em caráter experimental, foi bem sucedido. 

O principal problema de transplantar um órgão duas ou mais vezes é a reação reforçada do sistema imunológico.

  • Para um transplante ser bem-sucedido, precisa haver algo chamado histocompatibilidade entre o doador e o receptor: o órgão precisa dar match com as defesas de seu novo dono para não ser rejeitado como um corpo estranho. Em um retransplante, há histocompatibilidade de três pessoas em jogo – e aí é quase impossível evitar a rejeição.

    Pergunta de @leonardoreis13, via Instagram.

    Fonte: Robinson Poffo, Coordenador do Centro de Cirurgia Cardíaca Minimamente Invasiva e Robótica do Hospital Israelita Albert Einstein. 

    Continua após a publicidade
    Publicidade