GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

A Arca de Noé dos animais extintos

Alguma espécie de animal, planta ou fungo deixa o planeta a cada 20 minutos, geralmente por nossa causa. Veja as formas de vida mais bacanas que acabaram extintas pelo homem nos últimos séculos. E décadas.

Barbara Axt, Renata Steffen, Éber Evangelista e Alexandre Versignssi

1. VACAMARINHA

ONDE VIVIA – Ártico

QUANDO FOI EXTINTA – No século 18

Era da mesma família do peixe-boi, mas bem maior: chegava a 8 metros de comprimento e 11 toneladas. Foi descoberta no Ártico em 1741 e, carnuda como uma baleia, foi tão caçada que não durou 30 anos.

2. DODO

ONDE VIVIA – Ilhas Maurício, na África

QUANDO FOI EXTINTO – No século 17

Os portugueses do século 16 chamavam esse passarinhão de 1 metro de altura e 20 quilos de “doudo” (doido). Daí o nome. Doido porque ele não tinha medo das pessoas – qualquer inepto conseguia caçá-los. Aí não teve jeito.

3. BAIJI

ONDE VIVIA – China

QUANDO FOI EXTINTO – Nos anos 2000

Esse boto, que vivia no rio Yangtze, foi dado como extinto depois que uma expedição científica em 2006 vasculhou o rio durante semanas sem encontrar sinal do animal. A poluição foi demais para o baiji.

4. PÁSSARO ELEFANTE

ONDE VIVIA – Madagascar

QUANDO FOI EXTINTO – No século 17

Outra presa valiosa e fácil: ele não voava, até porque isso não seria nada fácil com seus quase 3 metros de altura e 400 quilos. Seus ovos tinham 1 metro de circunferência – caberiam 160 ovos de galinha lá dentro.

5. QUAGGA

ONDE VIVIA – África do Sul

QUANDO FOI EXTINTA – Em 1883

Uma subespécie da zebra que só é zebrada pela metade. Foi caçada por causa de sua pele. A última quagga morreu no Zoológico de Amsterdã. Desde 1987 cientistas tentam recriar o bicho cruzando zebras.

6. POMBO PASSAGEIRO

ONDE VIVIA – América do Norte

QUANDO FOI EXTINTO – Em 1914

Era tanto pombo que eles formavam nuvens com 500 km de comprimento por 2 km de largura. A caça cresceu depois que a carne deles virou comida barata para escravos. Cresceu tanto que o último exemplar morreu sozinho em um zoológico de Ohio.

7. MOA

ONDE VIVIA – Nova Zelândia

QUANDO FOI EXTINTO – No século 15

Era uma ave sem asas que chegava a 3,7 metros de altura e pesava 250 quilos. Uma imensidão de carne, cobiçada pelo povo maori, que chegou à região por volta de 1300, vindo da Polinésia. Comeram todas as moas em 100 anos.

8. TILACINO

ONDE VIVIA – Tasmânia

QUANDO FOI EXTINTA – Em 1933

Era o maior marsupial carnívoro do mundo (hoje é o demônio da Tasmânia). Ganhou fama de ladrão de galinhas. O governo, então, passou a oferecer 1 libra por cabeça do animal. Faltou libra para tanta cabeça.