Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Como funciona o tratamento para crescimento?

A cartilagem de crescimento separa uma da outra e, quando o processo de crescimento se completa, essas cartilagens se calcificam¿, afirma o endocrinologista e pediatra Gil Guerra Júnior, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h45 - Publicado em 31 out 2002, 22h00

Maria Emilia Kubrusly

(Alessandra Regina Chini, Arapongas, PR)

Ele consiste em injeções diárias de uma versão sintética do hormônio conhecido como GH (do inglês Growth Hormone, “hormônio de crescimento”), mas apenas quando há uma deficiência em sua produção. Em condições normais, o corpo cresce por meio de cartilagens especiais encontradas nos ossos mais longos – como os dos braços e das pernas. “Esses ossos têm duas partes: a metáfise, que fica no meio, e a epífise, nas pontas. A cartilagem de crescimento separa uma da outra e, quando o processo de crescimento se completa, essas cartilagens se calcificam”, afirma o endocrinologista e pediatra Gil Guerra Júnior, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Depois que isso acontece, no final da adolescência, é inútil tomar hormônio – apesar de exceções como o apresentador da MTV Luiz Alves Pereira Neto, mais conhecido como Ferrugem.

Devido a uma deficiência na hipófise (glândula cerebral que produz o GH), ele permanecia com corpo de criança até os 23 anos, quando iniciou um tratamento de reposição hormonal depois que se constatou que seus ossos ainda tinham cartilagens de crescimento. “Tomei hormônios sintéticos durante cinco anos e consegui crescer 31 centímetros”, diz Ferrugem, hoje com 35 anos. Um tratamento semelhante – comprimidos diários de hormônio – é aplicado em crianças que não crescem direito por hipotireoidismo, deficiência da glândula tireóide. Por fim, existe o chamado alongamento ósseo, para aqueles que sofrem de displasias, doenças hereditárias que interferem na formação dos ossos. Nesse caso, os ossos dos braços e das pernas são quebrados e acoplados a aparelhos extensores. O tratamento permite um grau elevado de crescimento, até mesmo em adultos, mas é demorado e doloroso – além de exigir várias cirurgias, cria o risco de infecções ósseas, difíceis de tratar.

Processo natural

Cartilagem nas extremidades dos ossos faz o corpo crescer

Nos ossos responsáveis pelo crescimento do corpo existem duas peças: a metáfise, no meio, e a epífise, na ponta

Entre elas está a chamada cartilagem de crescimento, que – estimulada por hormônios específicos – faz os ossos se alongarem

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)