GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Linha de perigo

O elefante africano (Loxodonta africano) pode pesar até 6 toneladas. Vive nas savanas e matas de galeria, onde se alimenta de folhas e galhos verdes.

A onça-pintada (Panthera onca) habita as matas das Américas do Sul e Central. Os caninos de uma macharrona (macho grande) podem chegar a 5 centímetros e sua mordida é mais poderosa do que as do tigre e do leão. Não se sabe ao certo quantas restam no Brasil

 

A plumagem, o porte, o vôo, tudo nele é nobreza. Mas os domínios do urubu-rei (Sarcoramphus papa) estão diminuindo. Os especialistas não têm como definir quantos indivíduos ainda existem no Brasil, mas temem pelo pior. Se esse rapineiro sumir, a limpeza natural das florestas estará comprometida

 

O mico-leão-dourado (Leonpithecus rosalia) é ícone da biodiversidade brasileira. Recentemente, nasceu o milésimo exemplar em liberdade, confirmando a provável salvação da espécie. O monocarvoeiro (Brachytellesaracnodes), maior primata neotropical, e o bugio (Allouatta fusca) também estão ameaçados

 

Triste notícia: a ararinha-azul (Anordorhynchus spix) deverá constar como extinta na próxima lista do Ibama. O último exemplar, que vivia no semi-árido da Bahia, desapareceu no final do ano passado

 

O olhar do panda gigante (Ailuropoda melanoleuca) é tão expressivo que lhe valeu o papel-símbolo das espécies em extinção. Caçado até a exaustão, estima-se que existam, hoje, somente mil exemplares na natureza, todos em reservas florestais de bambu, no interior da China

 

O urso polar (Thalarctos maritimus) é o maior carnívoro da Terra, podendo passar dos 500 quilos. Habita as regiões do Círculo Ártico, sob temperaturas de até 50 graus negativos. Foi sempre muito perseguido por caçadores de pele e, hoje, apesar de viver em áreas protegidas, continua em perigo. Vale ouro no mercado clandestino

 

O gorila-da-montanha (Gorilla beringei) pode chegar a 2 metros de altura e 275 quilos. Vegetariano, vive nas florestas africanas entre Zaire e Uganda – onde a pesquisadora Dian Fossey, que inspirou o filme A Montanha dos Gorilas, morreu assassinada a golpes de facão. Restam cerca de 400 indivíduos

 

Vigoroso e atraente, o tigre (Panthera tigris) é um dos bichos mais caçados pelo homem. Duas de suas subespécies – o tigre-de-Java e o tigre-do-Cáspio – já sumiram. O tigre-de-Bengala, que, na verdade, é originário da Sibéria, adaptou-se às florestas úmidas do sul da Ásia e conta com 2 500 exemplares

 

O simpático peixe-boi (Trichechus manatus) existe no sul dos Estados Unidos, no oeste da África e na Austrália. Mas é no Brasil que esse mamífero está mais ameaçado: fala-se em apenas 400 exemplares em nossa costa. É um bicho herbívoro, muito dócil, e pode chegar a 2,5 metros de comprimento e 500 quilos. Seu primo de água doce (Trichechus inunguis), natural da Amazônia, é o principal ingrediente da mixira – prato típico e fácil de achar em Manaus e Belém

 

Na década de 1970, a águia careca ou águia americana (Haliaeetus leucocephalus) atingiu o ponto vulnerável de apenas 417 casais. Hoje existem 58 000 casais, resultado de um bom programa de preservação

 

O elefante africano (Loxodonta africano) pode pesar até 6 toneladas. Vive nas savanas e matas de galeria, onde se alimenta de folhas e galhos verdes. O comércio do marfim e a caça esportiva são responsáveis por seu morticínio. Os caçadores costumam arrancar as presas enquanto o elefante agoniza