Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Nós usamos só 10% do cérebro?

Você pode ter muitos defeitos, mas está livre dessa culpa

Por Michele Silva
Atualizado em 26 fev 2018, 16h17 - Publicado em 24 jan 2011, 22h00

Os tais 10% são pura lenda. “Sabemos que grande parte do cérebro é utilizada. Isso explica por que até microlesões cerebrais podem causar danos graves e irreversíveis”, diz o neurocientista e pesquisador do Hospital Sírio-Libanês, Erich Fonoff. Quantos por cento então? “Atribuir um percentual é leviano. Para isso, teríamos que saber o que são os 100%. Ainda não chegamos a esse nível”.

Especialistas dizem que o “mito dos 10%” surgiu entre os defensores da paranormalidade. Para eles, utilizar 100% é exclusividade de quem levita, lê mentes e entorta garfos a distância, enquanto atividades do dia-a-dia limitam o resto de nós a apenas um décimo da “força do pensamento”. Bom, fora o suposto cálculo ser um chute, a ciência nunca provou a existência de telepatia, telecinese e fenômenos afins.

Mas e aqueles exercícios de aumentar a potência do cérebro? São mentira também? Nem todos. “O sistema nervoso é plástico. Se for estimulado, aumenta seu o potencial colossalmente”, diz o chefe do laboratório de Neurociências do Instituto de Bio-ciências da USP, Gilberto Xavier. Mas não tem nada a ver com porcentagem do cérebro utilizada: já que tarefas diferentes exigem uma combinação na atividade de diversas áreas cerebrais.

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.