GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O bólido das savanas africanas

Alimentam-se imediatamente, antes que urubus e hienas se aproximem para dividir o banquete. No ambiente supercompetitivo da savana africana, é preciso ser rápido até na hora de comer.

O corpo é esguio, com pernas longas e fortes. O rabo acompanha o movimento do corpo, ajudando a manter o equilíbrio nas curvas. A cabeça pequena, com narinas largas, contribui para o perfil aerodinâmico. O guepardo (Acinonyx jubatus) é uma perfeita máquina de corrida. Em perseguição às velozes gazelas, suas presas favoritas, ele atinge picos de 112 quilômetros por hora – mais que qualquer outro animal terrestre. Como não conseguem manter essa velocidade por mais de 300 metros, porém, as chitas – este é o outro nome do bicho – devem aproximar-se sorrateiramente de um bando de gazelas, escolher uma delas e só então iniciar a caçada. Quando têm sucesso, costumam matar a vítima por estrangulamento. Alimentam-se imediatamente, antes que urubus e hienas se aproximem para dividir o banquete. No ambiente supercompetitivo da savana africana, é preciso ser rápido até na hora de comer.

• O mamífero mais lento sobre a Terra é o bicho-preguiça, que se move a 0,1 quilômetro por hora. Mas o recorde entre todos os bichos ainda é o da velha conhecida lesma, que avança poucos centímetros a cada hora.

• O peixe mais rápido que existe é o sailfish, um parente do marlin, que atinge 109 quilômetros por hora.