GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Quem fuma maconha faz 20% mais sexo, diz estudo

Mas os autores lembram que o dado não é suficiente para provar uma relação causal entre os dois hábitos

Um levantamento da Faculdade de Medicina de Stanford revelou que pessoas que fumam maconha fazem sexo com 20% mais frequência que quem não consome a droga.

Os dados analisados eram todos de heterossexuais. Eles informaram quantas vezes fizeram sexo ao longo do mês anterior à consulta – e com que frequência fumaram maconha nos últimos 12 meses. Os dados analisados não foram coletados isoladamente: eram parte de uma pesquisa maior do centro de controle e prevenção de doenças dos EUA, que, entre 2002 e 2015, acumulou dados de 50 mil norte-americanos dos 25 aos 45 anos.

Mulheres que usam a droga diariamente bagunçam os lençóis em média 7,1 vezes por mês – contra as 6 das que se abstém da droga. No caso dos homens, os números são parecidos: 7 relações sexuais mensais para usuários e 5,6 para os não-usuários. Em média, fumantes fazem 20% mais sexo que não-fumantes. 14,5% das mulheres e 24,5% dos homens da amostra eram usuários da cannabis.

Michael Eisenberg, professor de urologia de Stanford e líder do estudo, alertou ao jornal britânico The Guardian que o dado não é suficiente para provar uma relação causal entre os dois hábitos. O uso contínuo de cannabis está associado a problemas como disfunção erétil, mas já se sabe que a droga é capaz de estimular regiões do cérebro associadas ao prazer sexual.

De uma coisa, porém, ele tem certeza: se a maconha não faz necessariamente bem para a vida íntima, ela certamente não faz mal. “O uso frequente de maconha não parece diminuir a motivação ou a performance sexual”, afirmou em comunicado oficial. “Na verdade, ela está associada com relações mais frequentes. Nossas conclusões se baseiam em dados de pessoas de todos os sexos e idades, com níveis de ensino, salários e religiões diferentes, casados ou não, com filhos ou não.”