GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Vai encarar?

O mundo animal está de olho em você. Veja aqui, bem de perto, os mais fascinantes olhos da natureza

Karin Hueck

Olhar salvador
A rã acima não tem mais de 7 centímetros e habita as florestas da América Central. Seus olhos vermelhos têm a função de assustar inimigos. Funciona assim: quando uma ameaça se aproxima, ela arregala os olhões e espalma as patas amarelas para que as cores assustem o predador. Se o inimigo hesitar um segundo, a rãzinha já estará longe.

Corujão

Este bufo-real é uma espécie de primo da coruja e é, como ela, um animal noturno. Por isso, tem olhos adaptados para caçar na escuridão. São tão potentes que às vezes equivalem a 5% do peso da ave. Para proteger tamanha preciosidade, os olhos são abrigados por 3 pálpebras diferentes: uma para piscar, uma para dormir e outra bem fina para proteger a superfície.

Olhos-aranha
O olhar fatal abaixo é de uma aranha-saltadora, fotografada bem de perto. Estas esferas azuis são os 8 olhos do animal, chamados de omatídeos. Juntos, eles formam uma imagem em mosaico do mundo, o que é supereficiente para detectar os mínimos movimentos. Ideais para um animal predador, como esta aranha.

Crocodilo eu sou
Este é o olho de um crocodilo siamês, que habita as águas doces do sudeste da Ásia. A pupila vertical indica que ele tem hábitos noturnos. Assim como seus parentes, este animal também chora as famosas lágrimas de crocodilo, que servem para lubrificar e limpar os olhos – e não para lamentar a morte de suas presas.

Peixe estressado
Mantenha distância do peixe-porco abaixo. Apesar de não medir mais de meio metro, esta espécie não hesita em atacar mergulhadores com seus mini-dentes. Seus olhos, assim como os da maioria dos habitantes do fundo do mar, são adaptados à refração da água, o que significa lentes grossas – e uma péssima visão fora d´água.

Esbugalhados
Na natureza, olhos grandes significam uma coisa: hábitos noturnos. Este társio não é diferente. Seus globos oculares imensos servem para captar o máximo de luz possível. Todas as células responsáveis pela visão deste animal zoiudo foram adaptadas para receber luz – e, por isso, ele não consegue diferenciar cores.

Bela libélula
Estes olhos gigantescos não pertencem a uma mosca, mas a uma libélula. Assim como a aranha, ela enxerga o mundo ao redor em mosaico, para detectar presas com mais facilidade. Sim, este animalzinho simpático é, na verdade, um predador voraz, que não perdoa mosquitos, abelhas, formigas e até mesmo borboletas.

Adapte-me, camaleo
A Não é só a pele do camaleão que se adapta a qualquer situação – seus olhos também são versáteis. Cada um deles gira de maneira independente e o animal consegue enxergar duas cenas diferentes ao mesmo tempo. Mas, se for preciso, os olhos também focam a mesma cena e o camaleão vê em 3D.

Insones
Cobras não dormem, não piscam e nem fecham os olhos por nenhum outro motivo. O segredo para manter os olhos sempre abertos está em suas pálpebras transparentes, que os cobrem o tempo inteiro. Em algumas espécies, quando a cobra troca de pele, essas pálpebras são renovadas também.